Leonídio Paulo Ferreira

Juan Carlos: corrupto ou campeão da democracia?

Javier Cercas escreveu no El País de domingo que "a alternativa racional em Espanha não era escolher entre monarquia ou república, mas sim entre melhor ou pior democracia". O escritor intitulava a sua crónica "O tabu do rei" e falava desse Juan Carlos que, envolvido numa sucessão vertiginosa de escândalos, primeiro teve de abdicar para o filho, depois renunciar a atividades oficiais mesmo como rei emérito e agora até parte para o exílio.

Leonídio Paulo Ferreira

Javed Jalil Khattak

Caxemira – Sem conseguir respirar

O dia 5 de agosto de 2020 marca o fim de um ano - desde que o governo indiano de Modi revogou ilegalmente o estatuto autónomo de Caxemira e Jammu, região ocupada pela Índia (o único estado de maioria muçulmana reconhecido internacionalmente como território disputado pelas resoluções do Conselho de Segurança das Nações Unidas). Foi uma tentativa de anexação de um território disputado, em flagrante violação das resoluções do Conselho de Segurança da ONU e do direito internacional.

Margarita Correia

Das crenças

Nos últimos meses, dei comigo a refletir mais demoradamente sobre as crenças. Não, não foi impulso místico o que me levou a pensar no assunto, mas antes a perplexidade com que assisto à aparente convicção com que alguns governantes propalam ideias que contrariam a evidência e a ciência - e.g. o SARS-Cov 2 está controlado e em breve a pandemia estará resolvida; o uso de hidroxicloroquina ou o consumo de vodca previnem a COVID-19. Digo "aparente convicção" porque me custa acreditar que governantes de países creiam efetivamente no que dizem: provavelmente estou condicionada pela crença - justificada? - de que um governante é um indivíduo minimamente racional e inteligente.

Margarita Correia

Mais atualidade

Desporto

  • Classificações
  • Próx Jornada
  • Resultados
I Liga
  • 1FC Porto82
  • 2Benfica77
  • 3Braga60
  • 4Sporting60
  • 5Rio Ave55
  • 6Famalicão54
  • 7V. Guimarães50
  • 8Moreirense43
  • 9Santa Clara43
  • 10Gil Vicente43
  • 11Marítimo39
  • 12Boavista39
  • 13Paços de Ferreira39
  • 14Tondela36
  • 15Belenenses35
  • 16V. Setúbal34
  • 17Portimonense33
  • 18Aves17
I Liga

V Digital

Ana Margarida Lourenço é professora de inglês em Pequim e conta como está a viver a pandemia de Covid-19

Uma professora portuguesa fala dos dias de pandemia em Pequim

Ana Margarida Lourenço é professora de inglês em Pequim. Mas para percebermos como ela lá foi parar é preciso fazer uma viagem no tempo até 2006, a uma experiência no Parlamento Europeu que terá sido um momento revelador na vida de uma apaixonada por línguas e com uma vontade imensa de conhecer o mundo. A paixão pelo mandarim falou mais alto e levou-a a abraçar por inteiro o país do sol nascente. 2020 começou com a celebração do ano chinês com uma viagem ao Japão, mas o regresso foi um mergulho num "novo normal" até então inimaginável. Ela conta tudo, neste episódio especial do Cartaz da Quarentena.