Legislativas 2022

Opinião

Bernardo Ivo Cruz

Portugal e os fundamentos do novo capitalismo japonês

Durante a reunião anual de Davos, que decorre uma vez mais em formato digital, o primeiro-ministro japonês, Fumio Kishida, apresentou resumidamente a base programática da presidência do G7, que o seu país assumirá em 2023, mencionando os desafios ambientais, tecnológicos, sanitários, geopolíticos e sociais que o Japão enfrenta, nomeadamente as alterações climáticas, os desequilíbrios na distribuição da riqueza, as tensões sociais, a crise demográfica e a desertificação do interior. O primeiro-ministro Kishida estava a falar do seu país, mas poderia estar a falar de Portugal.

Bernardo Ivo Cruz

Viriato Soromenho Marques

O poeta. A heroína e o magnata

Manuel Alegre veio a público invetivar o que ele considera ser o perigo de o PS ser dominado pelo PAN, no mesmo dia em que se soube ter o devastador tsunami de Tonga causado mortes. Uma delas chamava-se Angela Glover, uma britânica de 50 anos. Ela e o marido viviam há anos em Tonga, onde geriam um asilo para animais abandonados à espera de adoção. Ambos foram apanhados pela onda gigante por terem descurado a guarda da sua própria vida, no afã de resgatar o maior número possível de animais a seu cargo. O marido conseguiu agarrar-se a uma árvore. Angela não teve a mesma sorte. O seu corpo foi encontrado nesse mesmo dia 18, em que o poeta e histórico militante do PS fez vir a lume a sua prosa.

Viriato Soromenho-Marques

Adriano Moreira

Ano novo

O problema da velhice é uma forte e exigente questão social, e antes disso uma relação pessoal com a vida que é necessário ser avaliada por cada ser vivo, vivendo e envelhecendo numa sociedade estadual que assume a grave circunstância de que tenha apenas oportunidade sua de atingir o envelhecimento pessoal. O sábio Lúcio Aneu Séneca, na sua Carta (XLIX), avisa o seu amigo Lucílio que "o que vivemos é um ponto, e ainda menos que um ponto, e ainda por cima, esta coisa tão pequena, para maior engano, a natureza a dividiu a fim de dar-lhe aparência de um prolongado espaço de tempo; de uma porção faz a infância, de outra a mocidade, de outra a adolescência, de outra uma certa descida da adolescência à velhice, e de outra à própria velhice".

Adriano Moreira

Anselmo Borges

Tudo profano, tudo sagrado

Embora simplificando muito, pode-se dizer que ao longo da história da humanidade reflexiva se impuseram três concepções fundamentais de mundo. Assim: uma concepção dualista: na raiz, há dois princípios - o princípio do bem e o princípio do mal; uma concepção monista: em última análise, há só a matéria, ou Deus e a Natureza fazem uma só realidade; o monoteísmo: o Deus transcendente e pessoal, absolutamente perfeito em si mesmo, criou o mundo a partir do nada.

Anselmo Borges

Mais atualidade

Mais Opinião

Desporto

  • Classificações
  • A Jornada
  • Resultados

Evasões

Notícias Magazine