Opinião

Rute Agulhas

Sexo no comboio, discriminação da mulher e educação sexual

O vídeo viral sobre três jovens (ou jovens adultos) a manter comportamentos sexuais explícitos durante uma viagem de comboio tem sido sobejamente falado e dispensa quaisquer apresentações. Muitos viram até ao fim, outros tantos ficaram a meio e outros, ainda, denunciaram o vídeo. Alguns partilharam com amigos e não amigos. E depois existe aquela franja de pessoas que não se limitou a ver, apagar, denunciar ou partilhar. Tinham que fazer comentários depreciativos.

Rute Agulhas

Fernando Jorge Cardoso

A Aceleração das Mudanças Globais

A aceleração das mudanças globais está a afetar cada vez mais o ambiente e os nossos modos de vida, com o futuro a entrar rapidamente no presente, forçando pessoas, sociedades e sistemas políticos a enfrentarem novas realidades, algumas das quais difíceis de compreender, de reconhecer e de gerir - como é o caso da corrente pandemia e das suas implicações transversais. Sem dúvida que a mais preocupante é degradação do clima e da sustentabilidade dos ecossistemas que representa um desafio existencial, mas a aceleração das mudanças acontece paralelamente em outras esferas que afetam a nossa vida, desde a revolução digital e a tão propalada transição energética (com efeitos marginais sobre o consumo de energias fósseis, que se mantém desde há mais de 50 anos superior a 80%), até à velocidade com que a urbanização e os movimentos demográficos se verificam. Numa outra vertente, o próprio modelo de crescimento global está a mudar de natureza, dado que, não deixando de ser de produção e consumo de massas, com a crescente sofisticação e generalização dos sistemas de vigilância e dos algoritmos, as pessoas substituíram as coisas como mercadorias principais, através da leitura e manipulação do nosso comportamento para fins comerciais (e políticos).

Fernando Jorge Cardoso

Song Oh

Viajar pela cultura em tempo de pandemia

Os problemas causados pelo Covid-19 não parecem abrandar. Gostaríamos todos de regressar à normalidade de antes da pandemia. Os estudantes regressaram à escola com a expectativa de voltar a ver seus colegas, mas há novas regras para se sentarem, falarem, participarem. Há mais carros nas estradas e mais pessoas nas ruas, mas usa-se gel antes de entrar numa loja, coloca-se uma máscara, cumprimenta-se à distância. Portugal e a Coreia foram países exemplares no combate à pandemia, e no modo como os seus cidadãos se adaptaram às novas necessidades e ao combate desta crise. Pouco a pouco, adaptamo-nos ao "novo normal".

Song Oh

Mais atualidade

Desporto

  • Classificações
  • Próx Jornada
  • Resultados

Especiais DN

Uma imagem que não era comum em Esch-sur-Alzette: homens sem sítio para dormir

"Eu, escravo". Trabalhadores acusam empresário português

Eram pedreiros, estavam desempregados, um deles tem 63 anos. Responderam há semanas a um anúncio de jornal em Portugal que lhes prometia casa, comida e descontos no Luxemburgo. Dizem que se depararam com salários abaixo do mínimo, 60 horas de trabalho semanais, habitações sobrelotadas, até espancamentos. Apareceram no centro de Esch esta semana, dizendo que tinham fugido. E contaram isto. Originalmente publicado no jornal luxemburguês Contacto.

Chegou e venceu. Até onde vai André Ventura?

Chegou e venceu. Até onde vai André Ventura?

Extrema-direita ou apenas populista? Passado pouco mais de um ano de ser criado e de ter conseguido eleger um deputado, o Chega surge nas sondagens como terceira força política no espectro parlamentar e André Ventura em segundo lugar nas intenções de voto para as presidenciais. A história de um partido que atacou os ciganos, este sábado reelegeu o líder com 99,1% dos votos e referendou a pena de morte. [Notícia atualizada à 01.45 com resultados das diretas]