Opinião

Miguel Romão

Uma justiça feita por pessoas – e as suas circunstâncias

Um aspeto fundamental da decência devida do Estado tem que ver com o funcionamento da justiça. Neste momento, o que temos é uma realidade de autoavaliação e de autopromoção em cargos judiciários, quando a justiça é um assunto que a todos envolve. E uma progressão na carreira, e para os lugares profissionais nos tribunais superiores, que valoriza quase automaticamente os profissionais na função. Tentou-se em tempos fixar um recrutamento mais alargado e mais publicamente aferível, boicote com grande sucesso, no nosso contexto paroquial-corporativo.

Miguel Romão

Victor Ângelo

A Europa e a turbulência que aí vem

O lançamento da Conferência sobre o Futuro da Europa decorreu nesta semana em Estrasburgo, na sede oficial do Parlamento Europeu. O simbolismo de Estrasburgo é enorme. Representa a reconciliação, a paz, a democracia e a solidariedade entre os europeus. Esses quatro desideratos continuam a ser tão pertinentes hoje como o têm sido ao longo das sete décadas que já conta a construção do edifício político europeu. É desde logo importante que nos lembremos disso, para reconhecer donde viemos e definir para onde queremos ir no próximo decénio.

Victor Ângelo

Mais atualidade

Fernanda Câncio

Uma história de violência

A história de todas nós - todas, filhas, alunas, trabalhadoras, amantes, mães, irmãs - é uma história de violência." A frase é de Alexandra Lucas Coelho, jornalista e escritora, num post no Facebook. Alexandra fala, obviamente, a propósito das recentes denúncias públicas de casos de assédio, violência doméstica e violências outras em Portugal, inserindo-as naquilo que ela descreve como um continuum - a violência a que as mulheres são sujeitas, conformadas, habituadas.

Fernanda Câncio

Sebastião Bugalho

Nuno Monteiro (1971-2021). A vénia do mundo a um português

À beira de terminar o liceu, e sem saber exatamente ao certo o que seguir na faculdade ou na vida profissional, um jovem português de nome Nuno Monteiro recebeu um livro emprestado por um familiar. A Ascensão e Queda das Grandes Potências ‒ Alterações Económicas e Conflitos Militares de 1500 a 2000 ‒, de Paul Kennedy, o historiador britânico de Relações Internacionais, ajudou-o a tomar essa decisão. Não a escolher um futuro, mas a vislumbrar um gosto.

Sebastião Bugalho

Pedro Tadeu

A União Europeia é a potência mais egoísta do planeta?

Adoro que haja países que digam "não" aos Estados Unidos da América, quanto mais não seja para diminuir um pouco a sensação sufocante de que os seus governantes mandam no mundo a seu bel-prazer. Mas quando é o governo dos Estados Unidos da América a propor a chamada suspensão das patentes das vacinas para a covid-19 e o "não" a esta ideia vem dos seus aliados da União Europeia (UE) - quase sempre servis em quase todos os assuntos deste planeta - mordo a língua...

Pedro Tadeu

Desporto

  • Classificações
  • A Jornada
  • Resultados

Evasões

Notícias Magazine

V Digital