Opinião

Isabel Capeloa Gil

A vida pública dos católicos

No exercício da vida pública, declarar-se católico parece ser hoje arriscado. Perante um secularismo superficial que denuncia supostas "hegemonias", quando justamente se quer afirmar como tal, ou face a revisionismos antissistema que fazem uso da religião como arma política, dizer-se católico, livre, cosmopolita e democrata constitui quase um ato de resistência. Em Portugal, o "republicano, socialista e laico" de Mário Soares, que, aliás, sempre respeitou o pluralismo religioso e a Igreja Católica, não tem equivalente de fé.

Isabel Capeloa Gil

Jorge Costa Oliveira

O Acordo Comercial EUA-China e a retórica semântica americana

Não obstante a "guerra comercial" entre os EUA e a China, as infindáveis "listas negras" de empresas chinesas nos EUA, o discurso anti-China da nova Administração Biden e a barragem de críticas do governo americano ao Acordo Abrangente sobre Investimento UE-China celebrado no final de 2020, a verdade é que os EUA e a China celebraram em inícios de 2020, e mantêm em vigor, um Acordo Comercial, denominado como sendo a "Fase 1", i.e., que se destina a ser aprofundado em fases subsequentes.

Jorge Costa Oliveira

Ana Paula Laborinho

Juntos superamos, aprendemos e brilhamos

Numa sessão muito emotiva, foi recentemente apresentado um pequeno livro de grandes histórias de estudantes sírios em Portugal. Trata-se de uma ação que teve início em 2013, promovida pelo Presidente Jorge Sampaio que, com a sua inabalável tenacidade e dedicação, permitiu mudar a vida destes jovens e também beneficiar o país que os acolheu. O projeto assenta na ideia simples e complexa de lhes dar condições para prosseguirem estudos superiores, alguns tendo concluído o doutoramento e outros já estando integrados no mercado de trabalho. Enquanto contam o lado luminoso da sua história - um horizonte aberto pelo acesso às qualificações - quase esquecemos o sofrimento que está por detrás de cada um. O título do livro, A Minha Terra é Linda, é bem expressivo do que significa abandonar o seu país, deixar para trás as origens e até a família, fugir da guerra que se traduzia na impossibilidade de futuro, para mergulhar no desconhecido só por si também doloroso.

Ana Paula Laborinho

Mais atualidade

Aires Pereira

PRR esquece gestão de resíduos urbanos

Tem-se falado muito na proposta de Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), que irá enquadrar a utilização de cerca de 13.944 milhões de euros em subvenções e 2.699 milhões em empréstimos, até 2026. A este envelope financeiro, juntar-se-ão os fundos estruturais do Portugal 2030, que ascendem a cerca de 24 mil milhões de euros até 2027. Estas disponibilidades financeiras, únicas na História de Portugal, recomendam que se faça uma reflexão profunda da sua aplicação, de modo a ultrapassar algumas das deficiências crónicas do País.

Aires Pereira

Mirko Stefanovic

Eleições presidenciais iranianas

Os eleitores iranianos acabam de eleger o oitavo presidente da República Islâmica, desde a revolução de 1979. É Ebrahim Raisi, um radical que não teve concorrentes na recente votação. Os seus adversários sérios nas eleições foram desqualificados antes da votação, assim ele obteve facilmente a maioria dos votos (17,8 milhões em 28). Esta foi a menor afluência (48,8%) na história moderna do Irão e a vitória clara do único candidato que contou com o apoio do líder supremo do país Ali Khamenei (falam dele também como potencial sucessor de Khamenei).

Mirko Stefanovic

Maria João Tomás

Arroios, o que aí vem… 

Arroios é a freguesia "mais cool de Lisboa"! Não é preciso ser a Time Out a classificá-la, basta andar pelas ruas para nos cruzarmos com pessoas de noventa e duas nacionalidades, aspeto visível pelos trajes que vestem e na língua que falam. Gerir toda esta diversidade não é tarefa fácil ! Mas, quando nos deparamos com artigos científicos internacionais que abordam como a freguesia é exemplo de inclusão e de interculturalidade, percebemos a qualidade do trabalho que tem sido feito. "Arroios é de todos e para todos", é o lema da presidente Margarida Martins. O empenho tem dado frutos, porque a diversidade é a riqueza da freguesia e a boa convivência que se vive nos bairros e nas ruas é disso a maior prova.

Maria João Tomás

Evasões

Notícias Magazine

V Digital

As ciclovias "produzem" mais utilizadores de bicicleta?

As ciclovias "produzem" mais utilizadores de bicicleta?

Nos últimos tempos, a construção de ciclovias na capital acentuou-se com o objetivo de cumprir a promessa eleitoral do presidente da Câmara, Fernando Medina, de ter "pelo menos 200 quilómetros" de vias cicláveis até ao fim de 2021. Apesar das muitas vozes críticas contra faixas "de utilização reduzida", os especialistas consideram que só se promove a utilização deste meio de transporte se, antes, se construírem as infraestruturas necessárias.