Opinião

Premium Quando os povos mergulham na noite

No mesmo dia em que o eleitorado brasileiro colocou Jair Bolsonaro à entrada do Palácio do Planalto, foi divulgado um inquietante Relatório Especial do IPCC - órgão da ONU encarregado de monitorizar a marcha global das alterações climáticas. A mensagem é dupla. Primeiro, as alterações climáticas estão a crescer a um ritmo que a ciência, importa confessá-lo, não foi capaz de antecipar. Segundo, o limite antes considerado aceitável de 2ºC para o aumento da temperatura média até ao final do século afinal seria catastrófico, Devemos, por isso, usar a próxima década para mudar aceleradamente o nosso sistema de produção e consumo (de civilização, em geral), de modo a impedir que esse aumento ultrapasse 1,5ºC. Imaginemos Bolsonaro a ler o relatório do IPCC, o homem que quer destruir a Amazónia e que alardeia a sua ignorância e preconceito! O seu problema, como o de Trump, como o de Duterte e de todos os outros tiranetes é que nem sequer têm a literacia elementar para perceberem aquilo que recusam. A política foi inventada, acreditamos, para corporizar a força comum na superação das ameaças que só em comum podem ser vencidas. Se assim é, então, ao eleger líderes ignorantes, moralmente niilistas e semeadores da discórdia e do conflito - que nos levam para o abismo que deveriam evitar - estamos a colocar a antipolítica no lugar da política. De onde se deveria esperar a salvação vem, afinal, o maior perigo...

Viriato Soromenho-Marques

Até parece que não somos todos guardiões da democracia

Muitas têm sido, as definições de democracia. A essência da democracia, espelhando na prática aquilo que pretende transmitir, será talvez um dos conceitos mais debatidos e discutidos no mundo. Ironicamente, esquecemo-nos por vezes de que o princípio da definição de democracia terá de ser sempre por aquilo que ela simplesmente não é, nunca foi e jamais será: a cultura do ódio e o cultivo da intolerância.

Maria Antónia Almeida Santos

Desporto

  • Classificações
  • Próx Jornada
  • Resultados

DN Life

Os pais não podem andar nus à frente dos filhos?

O corpo despido dos pais deve ser escondido e tapado, sob pena de as crianças poderem ver e ficar traumatizadas. Pode até ser considerado um abuso sexual! É isto o que muita gente pensa. Por isso, os pais fecham bem as portas da casa-de-banho e do quarto, andam enrolados em toalhas até se vestirem e todo este processo é vivido com muita preocupação e ansiedade. Ai se a toalha cai. Ai se as crianças veem... Muitos pais - especialmente homens - evitam ainda sentar os filhos ao colo, uma vez que isso implica, necessariamente, contacto entre o rabo da criança [...]

"Quantas vezes não vemos famílias a jantar cada um agarrado ao seu ecrã?"

Em média, uma mãe ou um pai passam 37 minutos por dia com o seu filho. Os miúdos estão cerca de oito horas na escola, menos do que o tempo que os seus pais passam a trabalhar. Escola e trabalho que muitas vezes, demasiadas vezes, são levados para casa. Já para não falar no tempo que é dispendido a olhar para um ecrã, de telemóvel, de tablet, de computador, mesmo quando estão todos juntos, fisicamente. O que andamos a fazer com o nosso tempo? É esta a questão de fundo que perpassa o mais recente livro do pedopsiquiatra Pedro Strecht Pais Sem Pressa - O tempo na relação entre pais e filhos, lançado ontem. Talvez seja tempo de parar para pensar.

Outono: o regresso dos espirros e da falta de ar

O número de alergias tem vindo a aumentar e o outono é uma das épocas do ano com mais crises. Os especialistas Pedro Lopes da Mata e António Jordão explicam porquê e como prevenir. Texto de Alexandra Pedro | Fotografia Shutterstock «Em 1980, cerca de dez por cento da população sofria de alergias, em 1999 eram trinta por cento e nos últimos vinte anos o número de pessoas alérgicas duplicou.» Quem o diz é Pedro Lopes da Mata, diretor do Instituto Clínico de Alergologia de Lisboa, que indica que a previsão é que em 2050 cerca de cinquenta por cento [...]

Evasões 360

O Cais do Sodré tem petiscos brasileiros até de madrugada

«Na beira do rio, embaixo do Cristo». A localização do Boteco da Dri, no Cais Gás (onde existiu o restaurante Pescaria) não podia casar melhor o ambiente tropical do Rio de Janeiro com a frente-ribeirinha lisboeta, cada vez mais internacional. Mas – garante Renato Castro Santos – este não é um restaurante brasileiro dado aos clichés: como boteco que é, tem na carta a picanha, o pão de queijo e a mandioca frita, sim, mas também outros pratos do dia-a-dia dos cariocas. É o caso da sanduíche de pernil servida com queijo e abacaxi e do picadinho carioca que se […]

10 restaurantes para comer bem a uma hora do Porto

Se é certo que no Porto e em Lisboa as ofertas são para todos os gostos, também é verdade que sabe bem percorrer uns quilómetros com o objetivo de se ter uma experiência diferente. Sugerimos 16 viagens para mimar o palato, perto da Invicta e da capital. Percorra a fotogaleria para conhecer 10 restaurantes para comer bem a apenas uma hora de distância do Porto.     Leia também: Um refúgio na natureza a uma hora de Lisboa Vila a uma hora do Porto é uma pérola por descobrir A "melhor carne do mundo" fica a uma hora e meia […]

Lisboa tem um buffet de cozido à portuguesa por 10euro

Carnes, legumes, enchidos, batatas, cenoura, couves, arroz e feijão, tudo à discrição. É assim o buffet de cozido à portuguesa disponível desde há duas semanas no restaurante O Padeiro, na Avenida Elias Garcia. (Vídeo: O Padeiro/Facebook) O buffet daquele que é um dos pratos portugueses mais típicos custa 10 euros por pessoa e permite encher o prato as vezes que se quiser. No valor estão incluídos também água e vinho à discrição, uma variedade de sobremesas e café. Sextas-feiras e domingos são os dias em que o buffet está disponível, sempre das 11h00 às 15h00. Ao domingo convém ir mais […]

Exponor recebe feira de alimentação vegetariana e vegan

Os setores de restauração, hotelaria e turismo voltam a estar em destaque na edição de 2018 do So Food So Good, que decorre de 27 a 30 de outubro. A feira é vocacionada para os profissionais dessas áreas mas vais estar aberta ao público no primeiro dia, entre as 10h00 e as 19h00. O recinto é dividido em seis espaços distintos. Uma área de exposição de produtos e serviços, três zonas de showcooking e uma outra onde os produtos em exposição estão disponíveis para prova, caso dos vinhos, azeites, compotas e outros. O último espaço é reservado a conversas, debates […]