Atualidade

Opinião

Daniel Deusdado

Lisboa prova o fracasso do Ministério da Saúde

Não é possível continuar-se nesta pandemia com uma atitude contemplativa, moralista e sempre atrás do prejuízo. A responsabilidade é obviamente do Governo, mas - dentro deste - da ausência de peso político e eficácia da ministra da Saúde e da sua equipa. Lisboa prova de novo a total incapacidade de se agir depressa desde o momento 1 de crises evidentes, e de se usarem outros métodos, que não os do costume - bloquear a capital ou o país. Como se não houvesse nada para aprender com a primeira, segunda ou terceira vaga. Tudo isto com a tranquilidade burocrática de quem não paga a conta.

Daniel Deusdado

Joana Amaral Dias

Grande penalidade

Hoje é dia de futebol, e aqui estamos todos unidos em torno do futebol, e, portanto, eu não vou agora estar a falar de outros temas, porque é desconcentrar o fundamental. Temos de estar focados, e estamos todos focados: o senhor primeiro-ministro, o senhor presidente da Assembleia da República, eu próprio, o senhor presidente [da Federação Portuguesa de Futebol] Fernando Gomes, os portugueses todos", afirmou Marcelo Rebelo de Sousa. Vai daí, até porque me senti especialmente visada no "portugueses todos", decidi atentar no futebol, não desconcentrar e estar focada. Mais tarde, António Costa reforçou este estratégico apelo nacional: "Ontem, o senhor Presidente pôde vibrar no estádio com a selecção de Portugal, eu pude vibrar através da televisão. No próximo sábado, trocaremos de posições. Eu irei sofrer em Munique, no jogo com a Alemanha, e espero que o Presidente festeje através da televisão os resultados de Portugal em Munique. Mas total sintonia, até em torno da selecção."

Joana Amaral Dias

Sebastião Bugalho

Os senhores decidam-se

1.º Apesar de não usufruírem da excitação oferecida a André Ventura, os restantes partidos recém-eleitos enfrentam desafios igualmente pertinentes. Veja-se a nova porta-voz do PAN, Inês Sousa Real, a anunciar a vontade de integrar um executivo, contrariando abertamente a mensagem de despedida do seu antecessor, que olha para o partido como uma força somente parlamentar, e não governativa. Encare-se com bonomia o idealismo bacoco que saiu desse congresso, propondo sair da NATO, sabe Deus para onde, e na semana seguinte atacar ferozmente a Federação Russa e a Câmara de Lisboa pelo caso que envolveu ambas. Quem combate mais Putin do que a NATO? Bifes de seitan?

João Lopes

A inocência perdida de Luis Buñuel

Cena clássica do espanhol Luis Buñuel: quatro homens e três mulheres chegam a um palacete, sendo encaminhados para uma sala onde está uma mesa preparada para uma refeição. Deduzimos que serão convidados, uma vez que são recebidos por um empregado, talvez um mordomo, que lhes diz: "O senhor e a senhora não vão demorar." Há uma estranheza no ar que se adensa quando o mesmo empregado surge com uma travessa com dois frangos assados (em plástico?); deixa-os cair no chão para, de imediato, os apanhar e colocar na mesa...

João Lopes

Mais atualidade

Conversa de Elevador

Carlos Moedas: "Prometo aos lisboetas sangue, suor e lágrimas"

O candidato da coligação Novos Tempos (que junta PSD, CDS-PP, PPM, MPT e Aliança) à presidência da Câmara Municipal de Lisboa foi convidado a fazer a viagem inaugural da nova rubrica do DN, Conversa de Elevador. Aproveitamos para lhe fazer algumas perguntas rápidas sobre a capital e descobrimos que Moedas tem vertigens e mora nas Amoreiras.

Zhao Bentang

Como o Partido Comunista da China Chegou ao Poder e os Valores por detrás da sua Governação Duradoura

Desde que assumi o cargo de Embaixador da China em Portugal há três meses, tenho realizado audiências com vários governantes, representantes de partidos políticos e deputados, entre outros amigos portugueses de diferentes setores da sociedade. Nessas atividades, todas as personalidades portuguesas com quem falei acharam importante desenvolver as relações com a China e manifestaram o desejo em aprofundar ainda mais a cooperação que é de benefício mútuo, nas mais diversas áreas. Isto é algo que me dá satisfação. Muitos amigos querem conhecer melhor a China, especialmente querem saber mais sobre o Partido Comunista da China. Isso é realmente muito importante, pois, para entender melhor o desenvolvimento da China, tem que conhecer melhor o protagonista na revolução, na construção e na reforma da China -- o Partido Comunista da China (o PCC).

Zhao Bentang

Jorge Conde

Queremos voltar atrás?

Temos vivido os últimos dias na incerteza do rumo do país face ao desconfinamento e à evolução da pandemia. Há algumas semanas, os indicadores pareciam garantir uma evolução de sentido único, com cada vez menos doentes, óbitos e doentes graves. Entre os idosos já vacinados, a pandemia passou a ter uma expressão irrelevante. Foram aumentando os que contribuíram para a diminuição do confinamento. A abertura dos estabelecimentos comerciais, a retoma da restauração e da hotelaria, o aumento dos movimentos de pessoas, quer em trabalho quer em lazer, dão outro ânimo aos diversos setores. Em suma, podemos dizer que há dias tudo parecia encaminhado para a nova normalidade tão aguardada por todos.

Jorge Conde

Evasões