Atualidade

Mundial 2022

Opinião

João Melo

A ditadura do mercado 

Atualmente, 800 milhões de pessoas vivem em situação de fome no mundo, ao mesmo tempo que entre 25% a 30% de alimentos são jogados fora. O homo sapiens criou uma civilização notável baseada na ciência, multiplicou a produtividade e a variedade de coisas que é capaz de fazer, mas não parecemos capazes de pará-la e reconfigurá-la, encaminhando-a para outro desfecho que não seja a sua destruição, anunciada pela crise ambiental que aqueles que mandam realmente no mundo insistem em negar.

João Melo

Guilherme de Oliveira Martins

As palavras perdidas

Todos os dias se ganham novas palavras, enquanto outras levam sumiço. Quando se fala de património cultural imaterial é o mundo das palavras um dos que mais importa. A língua é uma realidade viva que nos interpela, não como gramáticos, mas como pessoas que precisam de comunicar, usando a tradição e a criatividade. António Mega Ferreira, que nos tem dado maravilhosos reportórios culturais, acaba de nos presentear com o Roteiro Afetivo de Palavras Perdidas (Tinta da China, 2022). É um pequeno e delicioso dicionário de inesperadas palavras, que vão desaparecendo do uso comum, mas que nos dizem muito. Muitas desapareceram por falta de uso e pela evolução natural da sociedade moderna, e outras foram-se perdendo, quase por encanto, pelo empobrecimento da expressão popular ou pela influência de outras culturas e dos meios audiovisuais.

Guilherme d’Oliveira Martins

Mais atualidade

Mais Opinião

Sebastião Bugalho

Não derrotar Sá Carneiro

O aniversário da tragédia de Camarate, evocado este domingo pela 42.º vez, conduz a justas homenagens institucionais e à consecutiva nostalgia partidária. Em artigos de opinião e fotografias pelas redes sociais, o PSD levanta-se em peso para recordar o seu fundador e ainda bem que é assim. Todos os partidos têm os seus pais -- mais ou menos mitológicos -- e o risco de algum sebastianismo é garantidamente preferível à amnésia sobre as suas próprias origens. Ter um passado -- com todo o desconforto que a antiguidade possa provocar -- é sempre melhor do que escolher esquecê-lo. E os sociais-democratas exibem-no, felizmente com orgulho, cada vez que a efeméride se celebra.

Sebastião Bugalho

Pedro Cruz

Quem tem medo do(s) referendo(s)?

Esta semana, o parlamento vota, mais uma vez, a lei da morte medicamente assistida, vulgarmente designada por eutanásia. Marcelo já reprovou o diploma, primeiro com um veto político, depois com outro, constitucional. Já disse claramente o que pensa e deixa, agora, de estar nas mãos de Belém a possível atribuição de mais um direito. Um direito que hoje não temos e que, no futuro, podemos vir a ter. O direito a pedir para morrer, em determinadas circunstâncias.

Pedro Cruz

Afonso Camões

Somos menos 50 a cada dia

Sexo sem filhos é uma conquista sexagenária consolidada desde 1954, com a invenção da pílula. Hoje, as técnicas de fertilização in vitro também permitem o contrário: filhos sem sexo. É claro, óvulo e espermatozoide continuam a encontrar-se, como antigamente -- mas agora dentro de um tubo de ensaio, no laboratório, o que não tem graça nenhuma comparada com a moda antiga, mas é a única esperança para casais com problemas de fertilidade ou outros que não vêm ao caso.

Afonso Camões

Podcasts DN

Tech & Café

João Sousa Guedes, o líder da empresa que já ajudou a levar net a 50 milhões de casas

Ao 16.º episódio o Tech & Café recebe João Sousa Guedes, CEO e fundador da Weezie, empresa portuguesa criadora de software que possibilita a instalação de redes de fibra ótica forma muito mais eficiente. Sedida no Porto, todos os seus clientes são estrangeiros -- e já ajudou a instalar internet em mais de 50 milhões de lares. O próximo passo, os EUA... e o futuro das comunicações. Uma conversa com Filipe Gil e Ricardo Simões Ferreira.

Tech & Café

Tech & Café 15. Reviews e mais reviews. O novo Google Nest, o tradutor Vasco V4 e mais

O 15.º episódio do Tech & Café é mesmo dedicado à tecnologia. Experimentámos o router da Google Nest Pro, o tradutor universal Vasco que vai na versão 4 (e está muito melhor) e o novo relógio para desporto vindo da China que pode ser uma alternativa ao Garmin. E ainda falamos de quem venceu a WebSummit. Como sempre, uma conversa entre Filipe Gil e Ricardo Simões Ferreira, desta vez gravada à distância.

Evasões

Notícias Magazine