Atualidade

Mundial 2022

Opinião

Manuel Caldeira Cabral

Exportações acima dos 50% do PIB mostram economia mais competitiva

Nos primeiros nove meses de 2022 as exportações portuguesas cresceram 39% face a igual período do ano anterior. Até setembro, Portugal exportou praticamente o mesmo que em todo o 2021. A manter-se este crescimento até ao fim do ano, significa um salto de quase 30 mil milhões nas exportações em um ano. Um facto inédito e também um facto que não se destacou até agora nas notícias. Será que demonstra que Portugal se tornou um país mais competitivo? É apenas um ano muito bom ou uma tendência?

Manuel Caldeira Cabral

Margarita Correia

Sobre o Encontro Nacional "Universidade: chave para o futuro"

A 7 de dezembro, terá lugar no ISCTE, o Encontro Nacional "Universidade: chave para o futuro", com os seguintes objetivos: 1. lembrar a mais importante reforma da universidade em Portugal lançada por Veiga Simão e a criação do ISCTE-Instituto Universitário de Lisboa; 2. celebrar os 50 anos de Democracia e o papel que tiveram as universidades; 3. Olhar em frente e pensar o futuro da universidade, um futuro mais exigente no que respeita à ciência.

Margarita Correia

Mais atualidade

Mais Opinião

António Araújo

'Gone with the wind'

Atenas, na pandemia, andou livre de turistas, havendo espaço e vagar para a vermos na beleza antiga, graças a Zeus. Entre as muitas maravilhas, a Torre dos Ventos, ou Horológio de Andrónico, do nome do seu erector, o astrónomo macedónio Andrónico de Cirro. Construída por volta de 50 a.C., com doze metros de altura, todos inteirinhos em mármore, tem planta octognal, com cada um dos lados a representar uma divindade eólica: Bóreas, do norte, Kaikias, de nordeste, Eurus, de leste, Apeliotes, de sueste, Lips, de soeste, Zéfiro, de oeste, e Siroco, de noroeste. No interior, houve em tempos uma clepsidra, movida a água vinda da Acrópole, e no topo um catavento, naturalmente, pois era a Torre dos Ventos.

António Araújo

José Mendes

Lisboa, temos um problema

A recente apresentação do Plano Ferroviário Nacional, embora se trate ainda de um exercício prospetivo sobre o que deverá ser, um dia no futuro, a nossa rede de caminho de ferro, revela uma alteração da estratégia nacional ao nível do investimento em infraestruturas. O governo fez renascer o desígnio ferroviário, que aliás está presente nos países europeus mais desenvolvidos e que é ainda mais crítico se se pretende atingir a neutralidade carbónica por meio do século, como estabelecem as leis do clima nacional e europeia. A mobilidade de pessoas e o transporte de mercadorias, responsáveis por cerca de um quarto das emissões de gases de efeito de estufa, é um dos setores que, em matéria de descarbonização, fazem mexer o ponteiro.

José Mendes

Podcasts DN

Tech & Café

João Sousa Guedes, o líder da empresa que já ajudou a levar net a 50 milhões de casas

Ao 16.º episódio o Tech & Café recebe João Sousa Guedes, CEO e fundador da Weezie, empresa portuguesa criadora de software que possibilita a instalação de redes de fibra ótica forma muito mais eficiente. Sedida no Porto, todos os seus clientes são estrangeiros -- e já ajudou a instalar internet em mais de 50 milhões de lares. O próximo passo, os EUA... e o futuro das comunicações. Uma conversa com Filipe Gil e Ricardo Simões Ferreira.

Tech & Café

Tech & Café 15. Reviews e mais reviews. O novo Google Nest, o tradutor Vasco V4 e mais

O 15.º episódio do Tech & Café é mesmo dedicado à tecnologia. Experimentámos o router da Google Nest Pro, o tradutor universal Vasco que vai na versão 4 (e está muito melhor) e o novo relógio para desporto vindo da China que pode ser uma alternativa ao Garmin. E ainda falamos de quem venceu a WebSummit. Como sempre, uma conversa entre Filipe Gil e Ricardo Simões Ferreira, desta vez gravada à distância.

Evasões

Notícias Magazine