Xi Jinping garante "apoio mútuo" China-Rússia em questões de soberania

A última chamada telefónica entre Xi Jinping e o presidente russo foi no final de fevereiro, no dia seguinte ao início da invasão da Ucrânia pelas forças russas.

O presidente chinês Xi Jinping assegurou esta quarta-feira ao seu parceiro russo Vladimir Putin o apoio de Pequim em questões de "soberania" e "segurança", noticiou a imprensa estatal.

"A China está disposta a manter com a Rússia o apoio mútuo em questões de soberania, segurança, bem como noutras questões de interesse fundamental e grandes preocupações", afirmou Xi, de acordo com uma declaração citada pela Agência de Notícias da China, após uma conversa telefónica entre os dois líderes.

O registo da conversa telefónica não deixou claro porém quaisquer observações relativamente ao exercício dessa soberania em exemplos específicos, tais como a Ucrânia ou Taiwan.

A última chamada entre Xi Jinping e o presidente russo foi no final de fevereiro, no dia seguinte ao início da invasão da Ucrânia pelas forças russas.

Três semanas antes do início da guerra, o presidente chinês também recebeu Vladimir Putin em Pequim, na altura da abertura dos Jogos Olímpicos de Inverno de 2022.

O governo chinês não condenou a ofensiva militar russa na Ucrânia, recusando utilizar a palavra "invasão" para descrever auto-designada "operação militar" lançada por Moscovo e atribuindo a culpa do conflito aos Estados Unidos e à NATO.

Os dois países proclamaram ainda a sua "amizade ilimitada" e assinaram uma multiplicidade de acordos, nomeadamente no domínio do gás.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG