Portugal com mais duas mortes e novos casos em todo o país

Nas últimas 24 horas são mais 292 casos, segundo o último balanço oficial. 77% deles na região de Lisboa e Vale do Tejo, mas há novos casos positivos em todo o país (incluindo nas ilhas). Mortes são já 1530.

Em Portugal, nas últimas 24 horas, morreram mais duas pessoas e foram confirmados mais 292 casos de covid-19. Segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS) deste domingo (21 de junho), no total, desde que a pandemia começou registaram-se 39 133 infetados, 25 376 recuperados (mais 470) e 1530 vítimas mortais no país.

Em comparação com os dados de sábado, constatou-se um aumento de óbitos de 0,13%. Já os casos de infeção subiram 0,75%.

Em relação ao boletim da véspera, há menos 15 internados (são agora 407) e menos um doente nos cuidados intensivos. São agora 69 nesta situação. Há, na prática, 12 227 casos ativos no país.

Dos 292 novos casos, 225 (ou 77%) foram registados na região de Lisboa e Vale do Tejo, para um total de 16 762 desde o início da pandemia. Há ainda mais 25 (8,5%) na região Centro (3991 no total), 22 (7,5%) no Algarve (521), 11 (3,7%) no Alentejo (374) e sete (2,4%) no Norte. É a região de Portugal Continental com o menor aumento de casos diários, mas continua a ser a mais atingida desde o início da pandemia, com um total de 17 249 casos.

Há ainda mais um caso novo tanto nos Açores como na Madeira, que contabilizam agora 144 e 92 casos respetivamente.

As duas mortes registaram-se uma em Lisboa e Vale do Tejo e outra na região Centro. Eram ambas do sexo feminino, sendo que uma tinha entre 70 e 79 anos e a outra mais de 80 anos.

Aguardam resultado das análises 1826 pessoas (mais 55 que na véspera), havendo ainda 30 855 pessoas (mais três que no boletim de sábado) em vigilância pelas autoridades de saúde.

O sintoma mais comum entre os infetados é a tosse (que afeta 38% dos doentes), seguida da febre (28%) e de dores musculares (21%), segundo o boletim da DGS.

Portugal com o segundo pior rácio entre países europeus

Os números de casos de covid-19 registados na última semana colocam Portugal com o segundo pior rácio de novas infeções por cada 100 mil habitantes entre os 10 países europeus com mais contágios, apenas atrás da Suécia.

De acordo com os dados recolhidos pela Lusa, com base nos números das respetivas fontes oficiais nacionais e do Centro Europeu de Controlo de Doenças (CECD) para o período entre 14 e 20 de junho, o país reportou um total de 2378 novos casos, abaixo da incidência de Reino Unido (8823), Suécia (6359, dados entre 12 e 18 de junho), França (3280), Alemanha (3113).

Assim, Portugal evidenciou um rácio de 23,2 novos casos por cada 100 mil habitantes nos últimos sete dias, um desempenho apenas superado pelos 62,47 verificados na Suécia.

"A probabilidade de uma segunda vaga no próximo inverno é muito alta"

Nuno Marques dirige o centro de investigação biomédica Algarve Biomedical Center (ABC), que tem estado no centro do combate à pandemia. Ao DN, fala dessa luta dos últimos três meses, e do futuro, em que máscaras, distanciamento social e lavagem das mãos serão obrigatórios, "pelo menos nos próximos dois, três anos".

Leia aqui a entrevista

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG