Grande Lisboa tem 81% dos novos casos de covid-19 e os três óbitos registados em 24 horas

O boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde revela que 274 infeções das 339 confirmadas hoje localizam-se em Lisboa e Vale do Tejo. Segue-se o Norte com mais 38 casos.

Em Portugal, nas últimas 24 horas, morreram mais três pessoas e foram confirmados mais 339 casos de covid-19 (um crescimento de 0,7% em relação ao dia anterior). Segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS) desta quinta-feira (16 de julho), no total, desde que a pandemia começou registaram-se 47765 infetados, 32476 recuperados (mais 366) e​ 1679 vítimas mortais no país.

Há, neste momento, 13 610 doentes portugueses ativos a ser acompanhados pelas autoridades de saúde. Mesnos 30 que esta quarta-feira.

274 dos 339 novos infetados (81%) têm residência na região de Lisboa e Vale do Tejo. Tal como os três óbitos registados nas últimas 24 horas (dois homens entre os 70 e os 79 anos e uma mulher com mais de 80). O que faz com que a região da Grande Lisboa acumule agora 23570 casos e 553 mortes.

Os restantes casos de hoje estes estão distribuídos pelo Norte (mais 38 - 11% do total diário), pelo Centro (11), pelo Alentejo (nove) e pelo Algarve (sete).

A atualização dos infetados por região é a análise geográfica mais profunda possível de se fazer hoje, uma vez que, nos próximos tempos, a tabela do boletim onde estão expressos os casos por concelho será atualizada apenas à segunda-feira. Isto "decorre de uma necessidade de atualizar e melhorar os sistemas informáticos", explicou, quarta-feira, a secretária de estado adjunta da Saúde, Jamila Madeira, indicando ainda que esta situação não significa uma inibição "do trabalho em termos de terreno".

Quase um quarto dos novos infetados têm entre 40 e 49 anos

24% dos casos registados nas últimas 24 horas dizem respeito a cidadãos entre os 40 e os 49 anos. São 81 casos detetados nesta faixa etária.

A tedência mantém-se, portanto, confirmando que, embora a maioria das mortes aconteçam em pessoas com mais de 70 anos, é entre os 20 e os 50 que há mais casos. No último dia, a faixa etária dos 30 aos 39 anos aumentou mais 72 casos e a dos 20 aos 29 mais 56 casos.

Por outro lado, as pessoas com mais de 80 anos foram as menos infetadas nas últimas 24 horas: 15 pessoas.

Em crianças até aos nove anos, foram confirmados mais 24 casos.

Menos duas hospitalizações, mas mais quatro doentes graves

Esta quinta-feira, estão internados 476 doentes (menos dois que no dia anterior). No entanto, nos cuidados intensivos encontram-se 72 pessoas com covid-19, o que representa um aumento de quatro doentes em relação a ontem.

Quanto à taxa de letalidade do país, esta é hoje de 3,5%, subindo aos 16,1% no caso das pessoas com mais de 70 anos - as principais vítimas mortais.

O boletim da DGS de hoje indica ainda que aguardam resultados laboratoriais 1542 pessoas e estão em vigilância pelas autoridades de saúde mais de 34 mil. O sintoma mais comum entre os infetados é a tosse (que afeta 36% dos doentes), seguida da febre (28%) e de dores musculares (21%).

Mais de 13,7 milhões de casos covid no mundo. EUA ultrapassam as 70 mil infeções diárias, pela primeira vez

O novo coronavírus já infetou mais de 13,7 milhões de pessoas no mundo inteiro até esta quinta-feira e provocou 587 327 mortes, segundo dados oficiais. Há agora 8,1 milhões de recuperados.

No total, os Estados Unidos da América são o país com a maior concentração de casos (3 617 474) e de mortes (140 160). E nas últimas horas baterem um novo recorde de infetados, tendo ultrapassado, pela primeira vez, os 70 mil casos diários; foram precisamente 74 513, para além das 803 mortes.

Em termos de número de infetados acumulado no mundo, seguem-se o Brasil (1 970 909), a Índia (972 144) e a Rússia (752 797). Portugal surge em 41.º lugar nesta tabela.

Quanto aos óbitos, depois dos Estados Unidos, o Brasil é a nação com mais mortes declaradas (75 523). Depois, o Reino Unido (45 053) e o México (36 906).

Já a China - país onde o novo coronavírus foi descoberto no final do ano passado - continua com o número residual de infeções diárias. Nas últimas 24 horas, registou apenas mais um caso, que foi importado, segundo as autoridades de saúde chinesas. É o décimo dia consecutivo sem registo de novos casos de contágio local no país asiático. A China acumula 83 612 casos e 4 634 mortes, desde o início da pandemia.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG