Astérix e Obélix terão novo álbum em outubro. Veja a primeira prancha

A cada dois anos sai uma nova aventura de Astérix, a mais bem-sucedida e que vende cinco milhões de exemplares. Alterna um cenário na aldeia gaulesa com uma viagem, e desta vez é para bem longe. O DN revela em exclusivo algumas pistas do novo álbum.

A data do lançamento mundial do próximo álbum das aventuras de Astérix já está marcada: 21 de outubro. Nesse dia serão postos à venda cinco milhões de livros da nova aventura, com publicação simultânea em Portugal e em vários países. Como é habitual em ano de novo álbum, os autores Didier Conrad e Jean-Yves Ferri, os sucessores de Goscinny e Uderzo, revelam algumas pistas no Journal du Dimanche e, neste ano, também no Diário de Notícias.

É o caso da tira ainda em esboço que já contém uma pista importante: há uma protagonista feminina que vai complicar as vidas de Astérix e de Obélix, e que está sob guarda dos soldados romanos. O balão do meio é muito claro ao pedir "três voluntários para guardar a prisioneira" - que deve ser bastante simpática pois toda a guarnição levanta a mão e se voluntaria.

Mas a prancha inédita é muito mais explícita e, segundo o argumentista Jean-Yves Ferri, estão lá várias pistas. Revela algumas ao DN: "Ainda antes de começar a trabalhar neste álbum, eu já tinha pensado fazer viajar os nossos eternos irredutíveis até esta região que..." Não diz mais nada, afinal é tradição que as 48 páginas do álbum só sejam conhecidas exatamente no dia de lançamento. Diga-se que o normal é haver uma alternância entre as aventuras passadas na aldeia e fora dela.

Quanto ao desenhador Didier Conrad, este acrescentou um desafio aos leitores do DN sobre a prancha que revelam: "Não chegam lá?! Mas olhem que é mais do que óbvio! Ora reparem bem nos pormenores. Observem o desenho e pensem um bocadinho! Salta à vista! Não?..." É claro que não é assim tão fácil, até porque a única palavra que solucionaria para já o mistério do destino de Astérix e de Obélix está tapada para evitar que se descubra tudo o que vai acontecer.

Mas há várias informações nesta prancha que podem ajudar. A de que o druida Panoramix precisa de deixar a aldeia gaulesa e se ausentar. Ele acorda de um sonho e grita. Explica que "um velho amigo meu está a pedir a minha ajuda! Está a tentar contactar-me! Não percamos tempo. Deve ser grave. Ele não é do género de me importunar sem razão!"

Se Obélix acha que Panoramix apenas está a inventar uma desculpa para não continuar o jogo, Astérix fica em dúvida sobre a importância do apelo do amigo, no entanto o druida garante que terão de viajar. Não sem antes preparar a poção mágica para se protegerem, e aí sim: "Partimos o quanto antes!" E a última pista é "a viagem é muito longa!" Ficam por conhecer as restantes 47 pranchas da nova aventura, sendo certo que os leitores portugueses já estão por dentro de uma parte da trama: alguém perturbou o sono de Panoramix e precisa com urgência de ajuda.

Quem será o amigo do druida e até onde irão os dois gauleses escoltar Panoramix é o mistério por resolver.

Este é o 39.º álbum das aventuras de Astérix, o quinto com assinatura desta dupla após Astérix entre os Pictos, em 2013, O Papiro de César em 2015, Astérix e a Transitálica em 2017 e A Filha de Vercingétorix em 2019. O novo álbum já está na fase final de conceção e, 60 anos após o aparecimento desta série de banda desenhada, regressa com um novo título depois de ter batido vários recordes no mundo editorial: 385 milhões de álbuns vendidos em 111 línguas e dialetos - em Portugal sai também em mirandês.

Números não faltam para que a nova aventura feita à distância de um oceano Atlântico, pois Didier Conrad vive nos Estados Unidos e Jean-Yves Ferri em França, tendo para isso ambos trocado milhares de e-mails e ocupado mais de dez mil horas em videoconferências.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG