"Aguentem firme, não cedam." Bruno Nogueira está todas as noites no Instagram

O humor de Bruno Nogueira em direto do seu escritório. Um podcast com histórias da América Latina. E uma visita virtual ao museu e ao parque de Serralves. Estas são as três sugestões para a quarentena de hoje.

Bruno Nogueira: "Estamos todos juntos nisto de estarmos longe"

Começou como uma brincadeira mas rapidamente tornou-se um dos grandes sucessos desta quarentena. Todas as noites, às 23.00, Bruno Nogueira entra em direto no seu Instagram, a partir do escritório de sua casa. Diz umas piadas, faz umas reflexões sobre isto tudo e convida amigos para se juntarem à conversa e rirem juntos, tal e qual como faziam antes. Nuno Markl e Filipe Melo (seus companheiros em Uma Nêspera no Cú) são presenças recorrentes mas também já por lá passaram João Manzarra, João Quadros, Salvador Martinha, entre outros. A rubrica chama-se "Como é que o bicho mexe" e já teve mais de 40 mil visualizações numa noite. "Para manter a minha própria sanidade mental, para exercitar o improviso, para não me acomodar, e para alimentar a vontade de estar com outros. Para não ser bicho da conta. Depois de tudo feito e arrumado, com a casa exausta de ver acontecer mais um dia, bebo um copo de vinho com amigos, à (difícil de suportar) distância possível neste momento", explicou o humorista. "Então, enganamos a sorte e juntamo-nos ali, e por momentos tudo fica menos difuso e até parece que está tudo mais perto. E está mesmo. Não sei quanto tempo mais irei aguentar o ritmo diário (é possível que passe a ser menos vezes por semana) mas quero que saibam que também a mim me faz bem estar convosco. Vai correr tudo bem, um dia de cada vez. Aguentem firmes, não cedam. Estamos todos juntos nisto de estarmos longe."

Ouvir a "Radio Ambulante"

Foi o escritor e jornalista peruano Daniel Alarcón que, há oito anos, teve a ideia de criar um pocast para contar histórias que precisavam de mais fôlego do que aquele que normalmente a rádio lhes dá. Com episódios semanais que têm 25 a 40 minutos, a Rádio Ambulante conta histórias de toda América Latina, histórias de pessoas comuns e de pessoas especiais, de grandes acontecimentos políticos, de catástrofes naturais ou do nosso quotidiano. Em 2014 a Rádio Ambulante ganhou o Prémio Gabriel García Márquez de Jornalismo na categoria de Inovação e, desde então, não tem parado de crescer - já chegou aos Estados Unidos e até já está disponível em inglês. Nestes momentos difíceis cada um faz o que pode fazer para ajudar. "Nós, na Rádio Ambulante somos jornalistas e o que podemos dar-vos são boas histórias", dizia um destes dias Alarcón. E já não é pouco.

Visitar Serralves sem sair de casa

Respondendo aos novos desafios da quarentena, a Fundação de Serralves, no Porto, criou uma programação virtual a que chamou "Serralves Online Experience". Além da possibilidade explorarmos a coleção e de ficarmos a conhecer melhor algumas das obras ali expostas, a fundação está a recuperar vídeos e imagens de exposições e eventos passados e prevê transmitir também conversas com artistas, entre outras iniciativas que apelam à participação do público. E porque Serralves não é só arte mas também é natureza, foi um criada a rubrica "Espécie de Serralves" que, todos os dias, vai dar destaque a uma das espécies existentes no parque.

Veja aqui mais sugestões culturais para a quarentena.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG