Poluição diminui mas Nova Deli continua envolta em nuvem amarela

Esta quarta-feira a poluição decresceu um pouco na capital indiana, mas a quantidade de micropartículas no ar continua a ser nociva para a saúde. Restrições ao trânsito ajudaram, mas só isso não chega, dizem especialistas

A quantidade de micropartículas na atmosfera estagnada de Nova Deli continua a ser esta quarta-feira muito superior às recomendações internacionais, cerca de uma semana depois do início de episódio de poluição atmosférica extrema, o mais grave de sempre até agora, com graves consequências para a saúde dos quase 20 milhões de habitantes da cidade.

Causados por um conjunto de fatores, em que avultam as queimadas feitas pelos agricultores da região nesta altura do ano, mas também pelo trânsito compacto que percorre a cidade e pelas indústrias na região, os episódios de poluição em Nova Deli são frequentes e usualmente intensos, mas agora a situação atingiu níveis extremos históricos, favorecidos também pela circulação atmosfera que mantém uma massa de ar frio estacionada sobre a região.

Para tentar minimizar o problema, que obrigou ao fecho de edifícios públicos e ao cancelamento de aulas no final da última semana, as autoridades determinaram restrições ao trânsito até ao próximo dia 15 de novembro.

Esta quarta-feira a poluição decresceu um pouco e as perspetivas são de que a tendência seja para que continue a diminuir nos próximos dias, mas não é claro se essa medida tem o impacto que seria necessário.

Mesmo com as restrições, continuam a circular diariamente na cidade cerca de 20 milhões de carros, e o certo é que o governo indiano põe em prática esta medida desde 2016, sem que se observem grandes melhorias dos níveis de poluição.

Isso mesmo afirmou publicamente o Supremo Tribunal no final da semana passada, citado na BBC News on line, considerando que as restrições ao trânsitos não passam de "pensos rápidos" e que o importante seria tomar medidas concretas de combate à poluição.

Foi, de resto, o Supremo Tribunal de Nova Deli que, pico deste episódio de poluição, no final da semana passada, decidiu ordenar a suspensão temporária das queimadas agrícolas, o que já poderá estar a ter algum efeito na dminuição da concentração de partículas e poeiras no ar.

É sempre nesta altura do ano que a população de Nova Deli se vê confrontada com um aumento da poluição atmosférica, com as habituais consequências para a saúde, com um aumento exponencial das doenças respiratórias, e com o espectro do desenvolvimento de doenças crónicas a prazo, incluindo a perspetiva da diminuição da esperança de vida, como indicam os estudos internacionais.

Grandes concentrações de partículas inaláveis, como as que se registam nesta altura na capital indiana, têm importantes impactos na saúde, contribuindo para o agravamento de doenças respiratórias e cardiovasculares, sobretudo nos grupos mais vulneráveis, como as crianças, os idosos e as pessoas com doenças respiratórias.

A cidade mais poluída do mundo

O trânsito intenso e os gases produzidos pelas unidades industriais e de produção energética existentes na região são um fator decisivo para os picos de poluição cíclicos que afetam a capital indiana, mas uma das causas principais do presente episódio está nas queimadas que os agricultores da regiões fazem sempre nesta altura do ano, afirmam os especialistas.

"Neste episódio, o grande problema parece ser mesmo o das queimadas agrícolas", afirma Thomas Smith, professor universitário em Londres, citado pela BBC News, sublinhando que "não se pode subestimar esse fator, embora as pessoas tendam a considerar que são o trânsito e as indústrias os principais responsáveis pela situação".

Por comparação, o especialista refere como a China, onde há igualmente grandes cidades afetadas pela poluição atmosférica, conseguiu diminuir um pouco a intensidade do problema ao proibir as queimadas agrícolas. "Essa foi uma das questões que a China resolveu", afirma Thomas Smith, sublinhando que "todas as queimadas agrícolas foram proibidas, ponto final".

Entretanto, a imobilidade de uma massa de ar fria concentrada sobre a capital, acabou por tornar o presente episódio de poluição ainda mais intenso do que o costume, levando as autoridades a declarar situação de emergência, que levou ao encerramento de escolas e outras atividades no final da semana passada.

Nova Deli é a capital mais poluída do mundo, mas não é única cidade com esse problema na Índia. Na verdade, das 30 cidades mais poluídas do mundo, 22 localizam-se na Índia e as restantes situam-se no Paquistão, no Bangladeche e na China.

Exclusivos