Portugal está com 1,2 milhões de isolados na véspera das eleições

Eleitores infetados ou em isolamento podem sair de casa este domingo para votar nas legislativas. A recomendação do governo é que o façam entre as 18.00 e as 19.00.

Os dados do boletim diário da Direção-geral da Saúde deste sábado mostram que 1 203 011 pessoas encontram-se em situação de isolamento. Destas, 591 969 estão assinaladas como casos ativos e 611 042 são contactos de risco em situação de vigilância.

De recordar que estes números reportam-se às 24 horas anteriores, ou seja, a sexta-feira. Este valor não deve sofrer grandes alterações no boletim que sairá referente ao dia de sábado, pois o número de pessoas em isolamento tem estado acima de um milhão de habitantes desde o boletim publicado na segunda-feira.

Estes cerca de 10% da população que se encontram em isolamento poderão exercer o seu direito de voto nas eleições legislativas este domingo. O Governo anunciou na passada semana que iria recomendar "que quem esteja em confinamento utilize a janela horária entre as 18.00 e as 19.00 horas para votar", conforme explicou a ministra da Administração Interna.

Não podendo proibir os isolados de votar noutro horário, Francisca van Dunem disse acreditar que "tal como noutras recomendações, o Governo está convencido de que os cidadãos vão dar uma prova de civismo", pedindo que "se cumpram as regras sanitárias".

De acordo com Francisca van Dunem, "esta é a melhor forma de conseguirmos conciliar e harmonizar os dois interesses", relembrando que "todas as pessoas têm direito a votar" e que devem acautelar a segurança de todos os que se deslocarem às mesas de voto.

Máscaras comunitárias não são permitidas

A Direção-Geral da Saúde emitiu também um parecer técnico sobre o processo eleitoral deste domingo, onde se pode ler que os cidadãos que forem votar não podem utilizar outras máscaras que não as cirúrgicas ou FFP2. Além disso, as câmaras municipais estão obrigadas a distribuir equipamentos de proteção a quem se deslocar às mesas de voto sem máscara.

Por sua vez, os membros das mesas de voto deverão usar "máscara cirúrgica ou FFP2, certificada e reutilizável", que deve ser trocada a cada quatro horas, tal como uma "bata com abertura atrás, de uso único e impermeável, manga comprida, punhos bem ajustados e que cubra toda a roupa".

Quem estiver isolado e for votar, deve usar máscara de forma permanente e deslocar-se para as mesas de voto a pé ou em transporte próprio. A utilização de transportes públicos não é recomendada.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG