Isaltino recusa convite do PSD para integrar listas às autárquicas

Isaltino Morais, antigo presidente da câmara de Oeiras, confirma ter sido convidado pelo PSD para integrar listas concelhias do partido para as eleições autárquicas de 2017. Disse não à proposta.

Em julho, Isaltino Morais disse ao DN que era muito cedo para se pronunciar embora já mantivesse conversas com o seu círculo de apoiantes, na semana passada era noticiada a aproximação do PSD e esta quinta-feira veio a público dizer que foi convidado para se juntar às listas do PSD nas próximas eleições autárquicas.

Num comunicado à TVI, Isaltino Morais explica que recusou "os termos da proposta recebida". "Não quero revelar mais detalhes do encontro ou da conversa, pois este comunicado serve apenas para esclarecer a verdade sobre se fui convidado para integrar as listas do PSD, e a resposta é: FUI SIM!", adianta o comunicado, citado pela mesma fonte.

A reação de Isaltino é uma resposta a Carlos Carreiras, que, segundo o ex-autarca, referiu factos que não constituem verdade.

Isaltino Morais diz que esteve reunido com o presidente da distrital do PSD, Miguel Pinto Luz, e o presidente da concelhia, Ângelo Pereira, a 26 de julho.

Uma noticia de sábado do Expresso dava conta de um contacto informal ao ex-autarca por parte do PSD, ainda que não fosse candidato à presidência nem tivesse poderes executivos.

Os sociais-democratas têm ponderado apoiar Paulo Vistas, que anunciou já a sua candidatura à câmara, mas esse apoio pode recuar se Isaltino avançar.

Paulo Vistas, atualmente à frente da câmara de Oeiras, candidatou-se em 2013 pelo movimento independente Isaltino - Oeiras Mais à Frente. Hoje estão em lados opostos.

Isaltino Morais foi presidente da câmara de Oeiras, eleito pelo PSD, em 1985 e esteve à frente da autarquia 20 anos. Em 2013 começou a cumprir uma pena de dois anos de prisão por fraude e branqueamento de capitais.

O DN tentou contactar Miguel Pinto Luz, mas ainda não obteve resposta.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG