Novo governo com mais mulheres e cinco novos ministros

O XXII Governo Constitucional, hoje apresentado pelo primeiro-ministro ao Presidente da República, é mais paritário do que o primeiro de Costa. 14 ministros mantêm a pasta; há cinco novos ministros.

Dezanove ministros - oito mulheres e 11 homens. A paridade de género melhora significativamente com o XX Governo Constitucional, hoje apresentado pelo primeiro-ministro ao Presidente da República, de acordo com a lista publicada no site da Presidência. A presença de mulheres passa a ter um peso de 42,1% (contra 29,4% no Governo ainda em funções).

António Costa tentou dar ao novo Executivo um sentido de estabilidade face ao anterior: 14 ministros mantêm-se à frente das mesmas pastas.

Entram cinco novos: Ana Abrunhosa (ministra da Coesão Territorial), Maria do Céu Albuquerque (transita da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Regional para ministra da Agricultura), Ricardo Serrão Santos (Mar), Alexandra Leitão (que passa de secretária de Estado da Educação para ministra da Modernização do Estado e da Administração Pública) e Ana Mendes Godinho (que sobe de secretária de Estado do Turismo para ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social).

Deixam o Governo Capoulas Santos (Agricultura), José António Vieira da Silva (Trabalho e Segurança Social), Ana Paula Vitorino (Mar).

O chefe do Governo cria quatro novos ministros de Estado (não existe nenhum atualmente), reforçando o núcleo central do executivo socialista: Negócios Estrangeiros (Augusto Santos Silva), Finanças (Mário Centeno), Presidência (Mariana Vieira da Silva) e Economia e Transição Digital (Pedro Siza Vieira).

Fonte governamental justifica a criação dos novos ministros de Estado pela necessidade de libertar o primeiro-ministro e o ministro dos Negócios Estrangeiros para a presidência da União Europeia (no 1.º semestre de 2021), com António Costa a apostar num "governo coeso, estável, com competência técnica e política e mais paritário".

A tomada de posse será marcada para a semana, "em data a determinar depois da publicação do mapa oficial da eleição realizada em 6 de outubro e da primeira reunião da Assembleia da República". Segundo a nota de Belém, "o Presidente da República deu o seu assentimento à proposta que será oportunamente complementada com os restantes Secretários de Estado".

Eis a composição do XX Governo Constitucional

Primeiro-ministro

António Costa

Ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital

Pedro Siza Vieira

Ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros

Augusto Santos Silva

Ministra de Estado e da Presidência

Mariana Vieira da Silva

Ministro de Estado e das Finanças

Mário Centeno

Ministro da Defesa Nacional

João Gomes Cravinho

Ministro da Administração Interna

Eduardo Cabrita

Ministra da Justiça

Francisca Van Dunem

Ministra da Modernização do Estado e da Administração Pública

Alexandra Leitão

Ministro do Planeamento

Nelson Souza

Ministra da Cultura

Graça Fonseca

Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

Manuel Heitor

Ministro da Educação

Tiago Brandão Rodrigues

Ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social

Ana Mendes Godinho

Ministra da Saúde

Marta Temido

Ministro do Ambiente e da Ação Climática

João Pedro Matos Fernandes

Ministro das Infraestruturas e da Habitação

Pedro Nuno Santos

Ministra da Coesão Territorial

Ana Abrunhosa

Ministra da Agricultura

Maria do Céu Albuquerque

Ministro do Mar

Ricardo Serrão Santos

Secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares

Duarte Cordeiro

Secretário de Estado Adjunto do Primeiro Ministro

Tiago Antunes

Secretário de Estado da Presidência do Conselho de Ministros

André Moz Caldas

Exclusivos