Marcelo, Ferro e Costa juntos ao almoço no Parlamento

As três primeiras figuras da hierarquia do Estado almoçaram juntas no Parlamento, oficialmente para assinalar o 5º aniversário da primeira eleição de Ferro Rodrigues como presidente da Assembleia da República

Foi na residência oficial do presidente da Assembleia da República, residência essa que se localiza no chamado Edifício Novo do Parlamento.

O almoço juntou à mesma mesa o anfitrião, Ferro Rodrigues, presidente da Assembleia da República (PAR), o Presidente da República (PR), Marcelo Rebelo de Sousa, e o primeiro-ministro (PM), António Costa.

Uma nota enviada pelo gabinete de Ferro à Lusa diz que o encontro se realizou para assinalar o 5º aniversário da eleição de Ferro Rodrigues como presidente da AR (23 de outubro de 2015).

Essa eleição foi, aliás, a primeira manifestação concreta da unidade de esquerda que viria a marcar a legislatura 2015-2019, através da chamada Geringonça. Nesse dia, o partido vencedor dessas legislativas, PSD, levou o deputado Fernando Negrão a votos contra Ferro - mas a maioria de esquerda venceu-o, elegendo Ferro Rodrigues.

O atual PAR foi reeleito para o mesmo cargo em 25 de outubro em 2019, mas agora com uma maioria muito para além da soma dos votos da esquerda, pressupondo, portanto, também muitos favoráveis por parte da bancada do PSD.

Da conversa entre os três hoje ao almoço nada transpirou. Mas a atualidade política está marcada por temas pesados.

Por um lado, O OE2021 ainda não tem aprovação garantida - apesar do anúncio. esta tarde, da abstenção do PCP.

Por outro, os números da pandemia crescem notoriamente. O Governo sentiu-se ontem obrigado a decretar cinco dias de proibição de circulação entre concelhos, no período entre as 00h00 de 30 de outubro e as 23h59 de dia 3 de novembro. No domingo 1 de novembro celebra-se o feriado de Todos os Santos e nesse fim de semana é tradição dos católicos irem aos cemitérios celebrar os seus mortos.

A retórica usada pelo Governo para justificar esta medida alimenta notícias que dão conta da possibilidade de o Governo voltar a decretar medidas especiais deste género - ou até mais acentuadas - para o período do Natal, envolvendo possivelmente também o Ano Novo.

O almoço realizou-se também num dia em que foi publicada uma sondagem da Intercampus para o Jornal de Negócios e CM/CMTV que mostra Ana Gomes a subir (de 14% para 17,2%) e Marcelo Rebelo de Sousa a descer (de 60,2 para 56,,2%), no espaço de um mês (de setembro para outubro).

Ferro Rodrigues já foi muito explícito a dizer que votará Marcelo nas próximas presidenciais (janeiro de 2016). António Costa também já fez declarações empurrando o PR para uma recandidatura - a qual, a confirmar-se, só será anunciada em novembro, segundo o próprio já afirmou.

Dito de outra forma: no almoço que hoje juntou Marcelo, Ferro e Costa o que não havia era falta de tema.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG