Quatro mortes e 263 novas infeções por covid-19 em Portugal

O boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde deste sábado revela que estão hospitalizadas 410 pessoas em Portugal.

Em Portugal, nas últimas 24 horas, morreram mais 4 pessoas e foram confirmados mais 263 casos de covid-19. Segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS) deste sábado, 25 de julho, no total, desde que a pandemia começou registaram-se 49 955 infetados, 35 010 recuperados (mais 323) e​ 1716 vítimas mortais no país.

Este sábado, estão internados 410 doentes (menos 10 do que no dia anterior) e nos cuidados intensivos há agora 50 pessoas (menos duas do que na véspera).

Um dos óbitos aconteceu no Alentejo e os outros três na região de Lisboa e Vale do Tejo.

A região de Lisboa e Vale do Tejo continua a ser a mais afetada pela covid-19 com 25 293 casos registados (com 183 novos casos). Nos Açores e na Madeira, não há novos casos.

O boletim da DGS de indica também que aguardam resultados laboratoriais 1564 pessoas e estão em vigilância pelas autoridades de saúde mais de 34 mil. O sintoma mais comum entre os infetados é a tosse (que afeta 35% dos doentes), seguida da febre (28%) e de dores musculares (21%).

Há mais de 15,5 milhões de casos confirmados em todo o mundo

Às 11.25 da manhã deste sábado, a Organização Mundial de Saúde (OMS) registava 15 538 736 casos confirmados de covid-19 em todo o mundo, incluindo 634 325 mortes.

Nas últimas 24 horas a OMS confirmou 241 810 novos casos. O número de óbitos foi de 5 4222.

Na sexta-feira, a OMS tinha anunciado um recorde no número de casos de covid-19 diagnosticados num só dia a nível mundial de 284 196 mil novos casos desde quinta-feira. Tratou-se-se do maior número de casos diários desde o início da pandemia. O máximo anterior tinha sido registado em 18 de julho.

As maiores subidas foram nos Estados Unidos, Brasil, Índia e África do Sul, de acordo com o relatório diário.

Também o número de mortes registou na sexta-feira um recorde: em 24 horas, morreram 9 753 pessoas vítimas de covid-19 (o recorde anterior, de 9797 mortes, tinha sido registado a 30 de abril).

Os óbitos mortes atingiram a média de 5 mil por dia em julho, um valor bastante superior à média de 4 600 por dia em junho.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG