Portugal tem 1280 infetados com covid-19 e mortos duplicam. Já são 12

Nas últimas 24 horas, foram confirmados mais 260 casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde, deste sábado. Portugal é o 20.º país do mundo com mais casos.

Portugal já tem 1280 casos de infeção pelo novo coronavírus. 260 deles foram confirmados nas últimas 24 horas, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS), deste sábado (21 de março). Há cinco pessoas recuperadas e o número de mortos duplicou. Já são 12.

Estão internadas em hospitais 156 doentes, sendo que destes 35 encontram-nos cuidados intensivos (mais nove do que esta sexta-feira). A maioria dos doentes apresentam sintomas ligeiros, por isso, estão a ser acompanhados a partir de casa pelo seu médico de família ou por equipas de hospitalização domiciliária.

Há ainda 1059 pessoas a aguardar o resultado das análises laboratoriais e 13155 contactos em vigilância pelas autoridades de saúde.

A região mais afetada do país continua a ser o Porto (644 casos, 4 morte), depois Lisboa (448, 3 mortes). Seguem-se o centro (137, 4 mortes), o Algarve (31, uma morte), a Madeira (cinco casos), os Açores (3) e o Alentejo (3).

A faixa etária em que existem mais infetados é a dos 40 - 49 anos (242 cidadãos doentes). Seguem-se as pessoas entre os 30 e os 39 (234). Há 18 crianças até aos nove anos infetadas com o novo coronavírus e 186 idosos com mais de 70 anos.

Ainda de acordo com o boletim da DGS, 22% destes doentes apresentam febre, 17% dores musculares, 11% fraqueza generalizada e 10% tosse. Apenas 9% queixam-se de dificuldades respiratórias.

Portugal encontra-se em estado de emergência desde as 00:00 de quinta-feira até às 23:59 de 2 de abril, segundo o decreto publicado na quarta-feira em Diário da República, que prevê a possibilidade de confinamento obrigatório compulsivo dos cidadãos em casa e restrições à circulação na via pública, a não ser que tenham justificação.

Portugal é o 20.º país do mundo com mais casos de infeção. O primeiro continua a ser a China (onde o surto começou no final do ano passado e onde já estará controlado ao que tudo indica), depois a Itália (o país que regista nas últimas semanas o maior aumento) de casos. Há, neste momento, 286 952 infetados no mundo inteiros e 93 602 recuperados. Morreram 11 889 pessoas.

Recomendações da DGS

Para que seja possível conter ao máximo a propagação da pandemia, a Direção-Geral da Saúde continua a reforçar os conselhos relativos à prevenção: evite o contacto próximo com pessoas que demonstrem sinais de infeção respiratória aguda, lave frequentemente as mãos (pelo menos durante 20 segundos), mantenha a distância em relação aos animais e tape o nariz e a boca quando espirrar ou tossir (de seguida lave novamente as mãos).

Em caso de apresentar sintomas coincidentes com os do vírus (febre, tosse, dificuldade respiratória), as autoridades de saúde pede que não se desloque às urgências, mas sim para ligar para a Linha SNS 24 (808 24 24 24).

Siga todas as atualização sobre o covid-19 aqui.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG