Mais 121 casos de covid em Portugal. Norte ultrapassa Grande Lisboa nas infeções diárias

O boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde de hoje revela ​​​que morreram mais três pessoas vítimas do novo coronavírus e que e​​​stão hospitalizados 325 doentes (mais cinco pessoas do que ontem), 39 nos cuidados intensivos (menos duas).

Em Portugal, nas últimas 24 horas, morreram mais três pessoas e foram confirmados mais 121 casos de covid-19 (um crescimento de 0,2% em relação ao dia anterior). Segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS) deste domingo (16 de agosto), no total, desde que a pandemia começou, registaram-se 54102 infetados, 39697 recuperados (mais 112) e​ 1778 vítimas mortais no país.

Há, neste momento, 12 627 doentes portugueses ativos a ser acompanhados pelas autoridades de saúde. Mais seis do que ontem.

Tal como já tinha acontecido este sábado, a região de Lisboa e Vale do Tejo tem agora menos de metade dos novos infetados. Hoje, foram confirmadas mais 43 infeções na Grande Lisboa, o que corresponde a 36% do total diário.

É no Norte que se verificam mais casos este domingo, o que já não acontecia há três meses. São mais 54 infetados, 44,6%.

Os restantes doentes com covid estão distribuídos pelo Alentejo (mais 11), Algarve (dez), Centro (um), Açores (um) e Madeira (um).

Dois óbitos na Grande Lisboa e um no Norte

Quantos aos três óbitos registados nas últimas 24 horas, estes localizaram-se no Norte (um) e em Lisboa e Vale do Tejo (dois).

São todos do sexo masculino: um homem com mais de 80 anos, outro entre os 60 e os 69 e outro 40 e 49.

A taxa de letalidade global do país é hoje de 3,3%, subindo aos 15,7% no caso das pessoas com mais de 70 anos - as principais vítimas mortais.

Mais cinco pessoas hospitalizadas

Este domingo, estão internados 325 doentes (mais cinco do que no dia anterior) e nos cuidados intensivos há agora 39 pessoas (menos duas do que na véspera).

O boletim da DGS de hoje indica também que aguardam resultados laboratoriais 1226 pessoas e estão em vigilância pelas autoridades de saúde mais de 35 mil. O sintoma mais comum entre os infetados é a tosse (que afeta 34% dos doentes), seguida da febre (27%) e de dores musculares (20%).

21,6 milhões de casos em todo o mundo

Nas últimas 24 horas, foram notificados mais 294 mil casos positivos para a covid-19, de acordo com a Organização Mundial de Saúde. É o maior número de novas infeções diárias desde o início da pandemia.

O novo coronavírus já infetou mais de 21,6 milhões de pessoas no mundo inteiro até este domingo e provocou 769 470 mortes, segundo dados oficiais. Há agora 14,3 milhões de recuperados.

No total, os Estados Unidos da América são o país com a maior concentração de casos (5 531 065) e de mortes (172 619). Em termos de número de infetados acumulados no mundo, seguem-se o Brasil (3 317 832), a Índia (2 594 112) e a Rússia (922 853). Portugal surge em 46.º lugar nesta tabela.

Quanto aos óbitos, depois dos Estados Unidos, o Brasil é a nação com mais mortes declaradas (107 297). Depois, o México (56 543) e a Índia (50 122).

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG