Lisboa e Vale do Tejo com 89% dos novos casos

Lisboa e Vale do Tejo (LVT) continua a região com mais casos diários detetados de infeção com covid-19, com 89% dos 376 casos esta sexta-feira distribuídos por seis regiões, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS).

No boletim diário, a DGS revela esta sexta-feira a identificação de 377 novos casos na contagem geral, mas um deles não está inserido nos novos casos por região, estando distribuídos regionalmente um total de 376, dos quais 335 casos a Lisboa e Vale do Tejo (LVT), 19 ao Centro, 15 ao Norte, quatro ao Algarve, um ao Alentejo e dois aos Açores.

A região de LVT, onde nos últimos dias se tem concentrado a realização de testes para detetar a doença, tem esta sexta-feira 89% dos novos casos, após 93,3% dos novos casos reportados na quinta-feira, 91,5% dos novos casos revelados na quarta-feira e 81,02% dos novos casos reportados na terça-feira.

De acordo com o boletim divulgado esta sexta-feira, no último dia foram registados 10 óbitos, para um total de 1.465 desde o início da contagem em Portugal, dois dos quais na região Norte, quatro no Centro e outros quatro na região de Lisboa.

Relativamente aos dados divulgados na quarta-feira, LVT regista 335 novos casos, para um total de 12.473, o Norte, com 15 novos casos, representa 3,9% dos novos infetados, para um total de 16.834, o Centro, com 19, representa 5%, para 3.789, o Algarve representa 1%, com quatro novos casos, para 380, e o Alentejo, com um novo infetado, a percentagem residual de 0,26%, para 263.

Não foram verificados novos casos na Madeira e aos Açores a DGS atribui esta sexta-feira dois casos (0,5%).

No entanto, a Autoridade de Saúde Regional dos Açores informou que esta Região Autónoma está desde esta sexta-feira sem casos ativos de infeção por covid-19, com a recuperação, nas últimas 24 horas, da única doente que ainda estava infetada.

Em comunicado, a mesma entidade revela que foram realizadas 343 análises na região nas últimas 24 horas, nenhuma revelando novos casos positivos de covid-19.

Lisboa permanece como o concelho do país onde se verificam mais infetados, com 2.555 (mais 19 do que na véspera).

Sintra, também na Área Metropolitana de Lisboa (AML), é o terceiro concelho com mais infetados e apresenta esta sexta-feira um total de 1.521 casos, mais 121 do que nos dois dias anteriores, já que mantinha 1.400 casos sem atualização desde quarta-feira.

Ainda na AML, Loures está com 1.172 (+25) casos, a Amadora com 992 (+36), Odivelas 642 (+15), Cascais 625 (+16), Oeiras 478 (+13), Vila Franca de Xira 473 (+12), Almada 433 (+9) e o Seixal 432 (+16).

No Norte, os concelhos com mais casos acumulados são os de Vila Nova de Gaia (1.580, sem novos casos desde quarta-feira), do Porto (1.401, sem novos casos desde quinta-feira), de Matosinhos (1.285, também sem novos casos), de Braga (1.233, +3) e de Gondomar (1.088, +1).

Portugal regista esta sexta-feira 1.465 mortes relacionadas com a covid-19, mais 10 do que na quinta-feira, e 33.969 infetados, mais 377, segundo o boletim epidemiológico divulgado pela Direção-Geral da Saúde.

Em comparação com os dados de quinta-feira, em que se registavam 1.455 mortos, esta sexta-feira constatou-se um aumento de óbitos de 0,7%. Já os casos e infeção subiram 1,1%.

Na Região de Lisboa e Vale do Tejo (12.473), onde se tem registado maior número de surtos, há mais 336 casos de infeção (+2,8%).

A DGS realça que os números apresentados referem-se ao total de notificações médicas no sistema SINAVE (excluindo notificações laboratoriais), pelo que "pode não corresponder à totalidade dos casos por concelho".

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG