Linha SNS24 atendeu mais de 300 mil chamadas em março

Atualmente, a linha tem capacidade para atender 18 mil telefonemas por dia, todos os que são recebidos, de acordo com segundo os Serviços Partilhados do Ministério da Saúde.

O surto do novo coronavírus chegou a Portugal nos primeiros dias do mês de março e a linha telefónica SNS 24 [808 24 24 24] tornou-se a porta de entrada por princípio dos casos suspeitos de covid-19. Recebeu denuncias de chamadas não atendidas, reforçou os meios e garantem ter triplicado a resposta. Em março, atenderam "mais de 300 mil chamadas", segundo informações enviadas pelos Serviços Partilhados do Ministério da Saúde (SPMS), esta terça-feira, ao DN.

"A linha, atualmente, está a atender mais de 18 000 chamadas por dia o que compara com as cerca de 5 000 chamadas que atendia antes da pandemia COVID-19", indica a tutela.

O SPMS garante ainda estarem a ser atendidos a totalidade dos telefonemas recebidos. Dados que deixaram de ser publicados no Portal da Transparência do Serviço Nacional de Saúde no dia nove de março. Na altura, a linha não tinha capacidade para atender 60,4% das chamadas recebidas.

As queixas de quem liga para este serviço não deixaram de existir, persistindo os relatos de pessoas que admitem ter ido diretamente a um serviço de saúde por não conseguir chegar à fala com um dos enfermeiros da SNS 24. Isto apesar do serviço ter sido reforçado.

A meio do mês, 112 enfermeiros reforçaram o funcionamento do call center, foram também aplicadas intervenções técnicas para melhorar o atendimento, para além da linha se ter tornado gratuita. "O reforço e a capacidade de resposta do SNS 24 tem aumentado de forma significativa. Antes do primeiro caso Covid-19, identificado no início de março, o SNS 24 contava com cerca de 950 profissionais de saúde e, atualmente, conta com mais de 1400", indicaram os SPMS.

A linha SNS 24 continua a ser o canal preferencial para entrar em contacto com os serviços de saúde mediante a manifestação de sintomas de covid-19 (febre acima de 38 graus, dificuldades respiratórias e tosse persistente), embora tenham sido criadas linhas alternativas nas unidades de saúde de cuidados primários.

Portugal tem, esta terça-feira, 7443 casos confirmados de covid-19, regista 160 mortos e 43 recuperados.

Artigo atualizado às 12:20 de 1 de abril com a resposta do SPMS a dizer que todos os telefonemas estão a ser atendidos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG