Lar de idosos ilegal evacuado em Abrantes após 15 testes positivos

Um lar de idosos ilegal foi evacuado este domingo após confirmação de 15 casos da covid-19. Fica no Carvalhal, no concelho de Abrantes.

Um lar de idosos foi evacuado este domingo em Carvalhal, concelho de Abrantes, após a confirmação de 15 casos de infeção pela covid-19. A delegada de Saúde Pública local acusa os proprietários de desrespeitarem as boas práticas, informando que o lar não tinha licenciamento.

Segundo o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Santarém, "foram transportados sete idosas utentes daquele espaço pelos bombeiros" para uma enfermaria do hospital de Abrantes. Este espaço foi criado para dar resposta a este tipo de situações e acolher os idosos que acusem positivo e sejam provenientes de lares.

A operação "começou às 14:57 deste domingo e envolveu quatro viaturas e seis operacionais". Isto depois do transporte de duas pessoas no sábado, também para o hospital de Abrantes.

A delegada de Saúde Pública do Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) do Médio Tejo, Maria dos Anjos Esperança, disse à Lusa que esta situação "deriva da socialização e de uma quebra das boas práticas", realizadas num "lar sem licenciamento".

Das várias pessoas que vivem na mesma habitação, acrescentou, entre "filho, pais, avós e outras pessoas", estão todos positivos, aguardando-se pelo resultado de um teste a um funcionário.

Os primeiros dois casos positivos neste espaço foram conhecidos sábado, tendo hoje sido revelados os resultados de mais 13 testes, todos positivos ao novo coronavírus.

O filho dos proprietários do espaço de acolhimento, um homem de 40 anos, foi também transferido para a unidade hospitalar, ao passo que os funcionários foram para as suas habitações.

"Na casa ficou apenas o casal proprietário", disse a delegada de Saúde, tendo feito notar que "os casos positivos estão todos assintomáticos". Os proprietários ficaram na habitação em em quarentena, e os funcionários estão em isolamento domiciliário.

O número de casos de infeção em Abrantes, nas últimas 48 horas, fez aumentar de 23 para 36 as pessoas a testarem positivo ao novo coronavírus, no concelho, situação "preocupante" para o presidente do município.

"Estas situações não escolhem os sítios, os momentos nem os lugares e o que é verdade é que acabámos por ter um foco de casos positivos, numa residência de acolhimento que nos deixa extremamente preocupados", disse Manuel Jorge Valamatos (PS), o autarca.

A Câmara Municipal de Abrantes, acrescentou, "está a acompanhar a situação no terreno e em diálogo permanente com as autoridades, disponibilizando-se para ajudar em tudo o que seja necessário", tendo apelado a que as pessoas vejam esta situação como um alerta e mantenham as regras emanadas pelas autoridades de saúde.

"Apesar dos 36 casos registados e dos 17 curados no concelho de Abrantes, não podemos baixar os braços e há que respeitar todas as indicações, seja em organizações ou a nível pessoal, de utilização de máscara, distâncias de segurança e, as demais referidas pela DGS [Direção Geral da Saúde] e restantes autoridades, para evitarmos que os números aumentem na nossa região", notou.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG