PGR confirma que Pardal Henriques é alvo de inquérito, como o DN noticiou

A Procuradoria-Geral da República confirmou que o advogado que representa o Sindicato Nacional de Motoristas de Matérias Perigosas é alvo de um inquérito judicial no DIAP de Lisboa, na sequência de uma queixa-crime por burla, apresentada por um empresário francês, tal como o DN noticiou a 19 de abril deste ano

A Procuradoria-Geral da República (PGR) confirmou quarta-feira que o advogado Pedro Pardal Henriques é alvo de um inquérito judicial, que se encontra em investigação no Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Lisboa, tal como o DN noticiou em abril deste ano.

"Confirma-se a existência de um inquérito, o qual se encontra em investigação no DIAP de Lisboa", diz a PGR numa resposta escrita à Lusa sobre a existência de uma investigação a Pardal Henriques.

Conforme o DN escreveu na edição de 19 de abril, o advogado que representa o Sindicato Nacional de Motoristas de Matérias Perigosas (SNMMP), em greve desde segunda-feira, está a ser investigado na sequência de uma queixa-crime por burla, apresentada por um empresário francês interessado em abrir negócios em Portugal, e que alega que Pedro Pardal Henriques lhe ficou a dever mais de 85 mil euros, depois de se ter comprometido a comprar, em seu nome, uma propriedade no centro do país.

"Há que denunciá-lo", disse, num email, o empresário francês - que mantém anonimato, assim como a sua gestora de negócios, a francesa L, escreveu o DN.

"Monsieur Pedro foi-nos apresentado na Câmara de Comércio e Indústria Franco-Portuguesa", contou ainda L., que, à data em que o artigo foi publicado vivia em Portugal e era agente imobiliária na zona de Cascais e Sintra.

Quando vivia no sul de França foi-lhe apresentado aquele advogado como alguém de confiança. Era administrador da delegação de Nice daquela câmara, que funcionava na região de Provence des Alpes et Côte d'Azur para ajudar portugueses a investir em França e vice-versa.

Depois de ter sido noticiada as investigações do Ministério Público às atividades de Pedro Pardal Henriques, o advogado, que se tornou uma figura mediática enquanto porta-voz do SNMMP, negou que estivesse a ser alvo de inquérito judicial.

Agora, confirmada a investigação pela PGR, o advogado disse que vai aguardar com tranquilidade o inquérito em investigação no DIAP.

"Aguardo com tranquilidade, com a mesma tranquilidade que tenho para enfrentar todas as lutas (...), a mesma tranquilidade com que estarei para me defender de qualquer hipotética burla que não existe, por isso estou perfeitamente descansado", disse Pardal Henriques.

Com Lusa.

Exclusivos