Infarmed pede investigação a medicamentos ilegais com testosterona

Em Portugal está autorizada a venda de apenas três medicamentos contendo esteroides e para os quais é obrigatória receita médica.

Depois das várias notícias relacionadas com o uso indevido de medicamentos com testosterona na sequência do internamento do ator Ângelo Rodrigues, em coma induzido no Hospital Garcia de Orta, em Almada, por alegadamente ter recebido injeções de esteroides (testosterona). o Infarmed emitiu esta sexta-feira um comunicado onde pede a "intervenção da Polícia Judiciária e outras entidades" em relação ao "eventual desvio de medicamentos utilizados no circuito legal para circuitos paralelos".

Na mesma nota, o instituto revela que procedeu à averiguação dessas eventuais situações e que por isso solicitou a intervenção não só da PJ como da Inspeção-Geral das Atividades em Saúde (IGAS) e da Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE).

"No entanto, podemos afirmar que no ano corrente não existe qualquer reporte de uso ilícito destes medicamentos no circuito legal comunicado ao Infarmed", sublinha.

Dá conta ainda de que em Portugal apenas está autorizada a venda de três medicamentos contendo testosterona, "com indicações terapêuticas bem estabelecidas e cuja utilização carece de prescrição para a sua dispensa e sendo a sua administração efetuada por profissionais de saúde".

Exclusivos