Hells Angels: 39 dos 58 arguidos ficam em preventiva

Do grupo de motociclistas detidos, 19 serão libertados

O grupo de motociclistas Hells Angels detidos na mega-operação policial do fim da semana passada, souberam esta quarta-feira, no Tribunal de Instrução Criminal de Lisboa, as suas medidas de coação: dos 58 arguidos, 39 ficam em prisão preventiva, ordenou a juíza Maria Antónia Andrade.

Ficam em liberdade 19 arguidos. Segundo disse à Lusa um advogado de defesa, estes estão proibidos de participar na concentração do Moto Clube de Faro, que decorre entre quinta-feira e domingo.

Dos arguidos que ficam em prisão preventiva, quatro podem passar a prisão domiciliária com pulseira eletrónica, dependendo de um aval dos serviços prisionais.

Existe ainda mais um arguido detido, na Alemanha.

Em causa estão acusações de associação criminosa, tentativa de homicídio, roubo e ofensa à integridade física, bem como de tráfico de droga.

Ler mais

Exclusivos