Von der Leyen sem sintomas será testada após Barnier acusar positivo

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, vai ser testada ao novo coronavírus, apesar de não apresentar sintomas, por o negociador-chefe da União Europeia para Brexit, Michel Barnier, ter acusado positivo.

O negociador-chefe da União Europeia para o Brexit e relações futuras com o Reino Unido, o francês Michel Barnier, anunciou hoje que acusou positivo numa análise ao novo coronavírus, encontrando-se a recuperar em casa.

Questionado sobre esta questão na conferência de imprensa diária da Comissão Europeia, em Bruxelas, o porta-voz principal daquela instituição, Eric Mamer, informou que "a presidente Von der Leyen encontrou-se pela última vez com Michel Barnier há quase duas semanas e não apresentou sintomas, pelo que continuou a trabalhar".

Ainda assim, "ela será testada devido a este anúncio, mas de momento as suas atividades continuam como previstas", acrescentou o responsável.

Segundo Eric Mamer, "a todos os funcionários que estiveram em contacto com Michel Barnier foi pedido para tomarem as necessárias precauções".

Num vídeo publicado na sua conta oficial na rede social Twitter, e filmado em casa, Barnier, numa mensagem que assume ser "muito pouco habitual e muito pessoal", indica que na quarta-feira foi testado positivo por Covid-19, acrescentando que se sente "tão bem quanto possível, confinado estritamente" a sua casa. "Neste momento, quero deixar uma palavra de solidariedade e de apoio a todas as famílias, muito, muito numerosas, afetadas por esta doença e por este vírus, em muitos casos de forma muito grave. Quero também deixar uma palavra de reconhecimento e de respeito para todos os prestadores de cuidados de saúde, que estão a fazer um trabalho formidável, como eu próprio pude testemunhar", afirma.

Exibindo um livro que escreveu "há alguns anos sobre" a urgência ecológica, intitulado "Chacun pour tous" (em tradução livre, "cada um por todos"), Barnier comenta que essa é precisamente a exigência que todos devem respeitar hoje: "Cada cidadão, cada um de nós tem um papel a desempenhar, por todos, para ganhar esta batalha coletiva, esta guerra contra o vírus", afirma.

Barnier, 69 anos, conduz do lado europeu as negociações com o Reino Unido sobre a parceria futura, depois de já ter sido o negociador-chefe da UE para o Brexit e Acordo de Saída, consumado em 31 de janeiro passado.

As negociações sobre a futura parceria entre os 27 e o Reino Unido estão atualmente suspensas, depois de a segunda ronda negocial, prevista para a semana em curso em Londres, ter sido adiada devido à pandemia de Covid-19.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da Covid-19, infetou mais de 210 mil pessoas em todo o mundo, das quais mais de 8.750 morreram.

Das pessoas infetadas, mais de 84.000 recuperaram da doença.

O surto começou na China, em dezembro, e espalhou-se já por 173 países e territórios, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia, cujo epicentro é atualmente a Europa.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG