Trump proíbe entrada nos EUA de viajantes do Brasil, novo foco da pandemia

O que era uma intenção, tornou-se este domingo uma ordem. Não se pode viajar do Brasil para os EUA.

"Determinei que é do interesse do país tomar medidas para restringir e suspender a entrada nos EUA, como imigrantes ou não imigrantes, de todos os estrangeiros que estiveram fisicamente presentes no Brasil durante o período de 14 dias que precedeu a sua entrada ou tentativa de entrada nos Estados Unidos", refere o Presidente norte-americano na ordem decretada este domingo.

A medida começou por ser anunciada pela Casa Branca. Não-americanos que tenham estado no Brasil 14 dias antes do pedido de entrada nos EUA não podem entrar no país, disse a porta-voz Kayleigh McEnany, acrescentando que a medida não afeta o comércio.

"Esta medida ajudará a garantir que viajantes que tenham estado no Brasil não se tornam numa fonte adicional da infeção no nosso país", disse a mesma fonte, citada pela AFP.

O Brasil tem neste momento 350 mil casos confirmados e é o segundo país com maior número d casos, atrás dos EUA. Registou mais de 22 mil mortes pelo novo coronavírus desde que a Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou a covid-19 como pandemia.

Jair Bolsonaro, aliado político de Trump, cultiva, como o Presidente dos EUA, a ideia que é uma líder fora do sistema e politicamente incorreto. Já foi apelidado de Trump Tropical.

Como Trump, Jair Bolsonoro tem subvalorizado o impacto da crise sanitária. Tornaram-se mundialmente conhecidas as declarações em que dizia que o novo coronavírus era uma "gripezinha". Bolsonaro defende que as medidas de confinamento não são necessárias e que estão a prejudicar a maior economia da América Latina.

Trump já tinha posto sobre a mesa a possibilidade de impedir a entrada nos EUA de pessoas oriundas do Brasil há uma semana. "Não quero pessoas a virem para cá e a infetarem o nosso povo. Também não quero que as pessoas fiquem doentes por lá", disse Donald Trump. "Estamos a ajudar o Brasil com ventiladores, estamos a enviar ventiladores para lá. O Brasil está a ter problemas, não há dúvida sobre isso", acrescentou o Presidente dos EUA.

(Notícia atualizada às 07:15 com as declarações de Donald Trump)

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG