Polícia americano absolvido de homicídio involuntário na morte de motorista negro

Apesar de ter sido absolvido, Jeronimo Yanez foi dispensado das autoridades, na sequência da morte de Philando Castile

Um polícia do estado norte-americano do Minnesota foi na sexta-feira absolvido de homicídio involuntário no caso em que era acusado de ter baleado mortalmente um motorista negro, depois de este o informar de que transportava uma arma.

O polícia, Jeronimo Yanez, foi também absolvido de duas outras acusações menores, adiantou a Associated Press (AP).

Apesar da absolvição, o polícia vai ser dispensado pelos serviços da cidade de St. Anthony, anunciou o município.

Yanez referiu numa sessão anterior do julgamento que ficou "apavorado de morte" e disparou porque o homem estava a puxar a sua pistola e a ignorar as ordens para parar.

O polícia, acusado da morte de Philando Castile, afirmou que podia ver claramente a pistola que o motorista tinha acabado de dizer que tinha.

"Eu estava assustado de morte. Pensei que ia morrer. As caras da minha família apareceram na minha mente, a minha mulher e a minha filha bebé", afirmou Yanez.

O Ministério Público afirmou que as ações de Yanez foram incompreensíveis.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG