Motorista de autocarro em morte cerebral após violenta agressão em França

Impediu grupo de pessoas de entrar sem máscara no autocarro em Bayonne, na França, e foi atacado de forma brutal. Os médicos anunciaram esta segunda-feira que está em morte cerebral.

Um motorista de autocarro foi declarado em morte cerebral esta segunda-feira, em França, depois de ter sido atacado domingo à noite por quatro pessoas a quem recusou a entrada no transporte público, por não usarem máscaras faciais, conforme é exigido.

Uma fonte policial em Bayonne, perto do luxuoso resort atlântico de Biarritz, no sudoeste da França, disse à AFP que uma pessoa estava sob custódia e outros suspeitos estavam a ser procurados. Segundo a imprensa francesa o detido trata-se de um homem de 34 anos, já com antecedentes criminais.

O grupo tentou embarcar no autocarro no domingo à noite sem bilhetes ou máscaras, que são obrigatórias nos transportes públicos em toda a França.

Quando o motorista, de 59 anos, tentou impedir a entrada do grupo, foi repetidamente agredido o que resultou em ferimentos graves na cabeça.

Estava inconsciente quando foi levado ao hospital, e os médicos declararam a morte cerebral esta segunda-feira, disse a fonte da polícia.

Os serviços regionais de autocarro foram interrompidos esta segunda-feira, depois de vários colegas do motorista se recusarem a trabalhar em protesto contra o ataque brutal.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG