Espanha regista 132 mortes e mais de 5100 infetados

Os principais acontecimentos da pandemia do covid-19 em Portugal e no mundo de sexta-feira, 13 de março.

Portugal em estado de alerta, com o governo a decretar medidas inéditas. Um pouco por todo o mundo encontram-se exemplos semelhantes, na tentativa de conter uma pandemia que, apesar de se encontrar controlada nas regiões onde surgiu, não para de crescer a ocidente.

O Conselho de Ministro aprovou na quinta-feira à noite um vasto pacote de medidas de emergência para enfrentar a pandemia do coronavírus - mas na conferência de imprensa a ministra da Presidência, Mariana Vieira da Silva, admitiu que isto pode ser apenas o princípio, estando tudo em aberto para o caso da situação se agravar dramaticamente.

Foi decretado o estado de alerta, colocando-se as forças de segurança e de proteção civil em estado de "prontidão".

O Conselho de Ministros aprovou medidas de apoio à proteção social dos trabalhadores e das suas famílias, como por exemplo a atribuição de faltas justificadas e apoio financeiro excecional para os trabalhadores por conta de outrem e trabalhadores independentes que tenham de ficar em casa a acompanhar os filhos até 12 anos; apoio financeiro aos trabalhadores dependentes que tenham de ficar em casa a acompanhar os filhos até 12 anos, no valor de 1/3 da remuneração média;

Suspensão de todas as atividades letivas e não letivas presenciais nas escolas de todos os níveis de ensino a partir da próxima segunda-feira dia 12 de março;

Restrição de funcionamento de discotecas e similares;

Proibição do desembarque de passageiros de navios de cruzeiro, exceto dos residentes em Portugal;

Suspensão de visitas a lares em todo o território nacional;

Centros comerciais e supermercados vão estabelecer limitações de frequência para assegurar possibilidade de manter distância de segurança.

Veja todas as medidas aqui e leia a notícia completa.

Caso positivo na Nova SBE. Campus encerrado

A Nova School of Business and Economics (Nova SBE) da Universidade Nova de Lisboa, em Carcavelos (Oeiras), teve conhecimento durante a noite de um resultado positivo ao teste à COVID-19.

Trata-se de um aluno de nacionalidade portuguesa, que, "depois de um período de férias no estrangeiro, regressou a Portugal no início deste mês, proveniente de um país então ainda não referenciado como área de transmissão ativa do vírus", diz a nota.

O aluno está, até agora, assintomático e mantém-se em quarentena.

Entretanto, estão já ser identificadas as pessoas que tiveram contacto próximo e que conviveram no ambiente escolar com o aluno.

Leia a notícia completa.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG