Checos dizem adeus à covid com festa para milhares de pessoas em Praga

República Checa despediu-se do confinamento com jantar e mega-festa na ponte Carlos, que depois alastrou para as ruas de Praga.

O confinamento acabou e os checos resolveram sair à rua para festejar com um jantar na Ponte Carlos, em Praga. Milhares de pessoas ​​​​​​​desafiaram as regras sanitárias e de distanciamento social para celebrar o fim da crise do covid-19, segundo a BBC, no monumento do século XIV.

O evento "A mesa está posta" decorreu na Ponte Carlos, em Praga, "livre de turistas". Os checos levaram comida e bebida e partilharam refeições numa mesa com 500 metros. Para animar o repasto foram desafiados músicos de ocasião e bandas que deram música ao banquete. Para irem ao evento as pessoas tiveram de fazer reserva prévia no Facebook e com uma condição: partilhar comida e bebida sem qualquer distanciamento social ou uso de máscara.

A ideia era celebrar o fim da crise com pessoas que "não têm medo de aceitar uma dentada na sandes de outra pessoa", segundo explicou o organizador do evento e dono de um café na cidade, Ondrej Kobza, citado pela BBC. "A sociedade não pode ter medo, senão teremos uma crise económica, uma depressão e isso vai atingir a sociedade com ainda mais força do que a covid-19", acrescentou.

Na semana passada, o governo permitiu reuniões públicas de até mil pessoas. Piscinas, museus, zoológicos e castelos agora podem abrir sem limites ao número de visitantes. Restaurantes, bares e pubs estão autorizados a servir pessoas há um mês.

A República Checa registou cerca de 12 mil casos e 350 mortes por covid-19. A situação pandémica não está controlada. Existem vários surtos locais no país, bem longe de Praga que tem registado 15 casos de infeção por dia em média.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG