Província chinesa de Shaanxi regista três casos importados via Portugal

A província de Shaanxi, no centro da China, registou três casos de covid-19 na sexta-feira, todos cidadãos chineses regressados ao país através do aeroporto de Lisboa.

Segundo a Comissão Provincial de Saúde de Shaanxi, na sexta-feira (17 de outubro) dois chineses, um de 47 anos e outro de 55, fizeram um teste positivo para o novo coronavírus, que provoca a covid-19, ao chegarem à capital da província, Xi'an.

Um dos homens veio de Angola e o outro de Cabo Verde, sendo que ambos passaram por Lisboa, onde apanharam um voo da Beijing Capital Airlines com destino a Xi'an.

Já no domingo, a Comissão revelou um outro caso de covid-19, desta vez assintomático, detetado durante o período de isolamento de um homem de 40 anos. O chinês partiu da Bolívia e passou por São Paulo e Lisboa antes de aterrar em Xi'an a 4 de outubro, tendo feito um teste negativo à chegada.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 1,1 milhões de mortos e mais de 40,4 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

O Brasil é o país lusófono mais afetado pela pandemia e um dos mais atingidos no mundo, ao contabilizar o segundo número de mortos (mais de 5,2 milhões de casos e 154.176 óbitos), depois dos Estados Unidos. Angola regista 248 óbitos e 7.829 casos, seguindo-se Cabo Verde (87 mortos e 7.800 casos).

Em Portugal, morreram 2.213 pessoas dos 103.736 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A Bolívia regista 8.502 óbitos e 139.890 casos, anunciou na segunda-feira o Ministério boliviano da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG