Bem-vindos a Hogwarts. A exposição de Harry Potter está em Lisboa

Os óculos e a varinha mágica de Harry Potter estão entre os mais de 200 objetos que vieram diretamente dos filmes para a exposição que pode ser visitada a partir de sábado no Pavilhão de Portugal.

Estão lá os óculos usados por Harry Potter nos vários filmes da série. E a varinha feita de azevinho com uma haste de penas de fénix. Estão lá os vestidos de Hermione, o uniforme de Harry, a camisola de Ron e os espetróculos de Luna. Também estão as camas do dormitório dos rapazes de Gryffindor, os jogos de tabuleiro, a caixa de chocolates recheados de poção do amor de Romilda Hane que, em Harry Potter e o Príncipe Misterioso, se destinavam a Harry mas que foram comidos por Ron. São mais de 200 os figurinos e os adereços autênticos, usados nos filmes, que podem ser vistos na exposição que abre este sábado em Lisboa.

Montada numa enorme tenda sob a pala do Pavilhão de Portugal, no Parque das Nações, esta é a exposição oficial, produzida pela Global Experience Specialists (GES) em parceria com a Warner Bros, que nos últimos dez anos tem viajado por várias cidades de todo o mundo trazendo aos fãs o universo inicialmente criado por J.K. Rowling na série de livros com as aventuras do jovem feiticeiro Harry Potter, publicados entre 1997 e 2007, e que foi transposto com enorme sucesso para os filmes protagonizados por Daniel Radcliffe (Harry), Emma Watson (Hermione) e Rupert Grint (Ron) e ainda Alan Rickman, Maggie Smith, Richard Harris, Helena Bonham Carter, Gary Oldman e muitos outros atores.

São os filmes, precisamente, mais do que os livros, que fornecem o material para este evento. Ao longo dos 1800 metros quadrados da exposição são recriados alguns dos cenários e ambientes dos filmes, como por exemplo a Floresta Proibida ou a Cabana de Hagrid, naquilo a que Frank Torres, um dos produtores da exposição, chama "uma experiência imersiva".

Depois de um momento, ainda em grupo, em que algumas pessoas poderão experimentar o Chapéu Selecionador, a visita começa com o comboio que parte da plataforma 9 3/4 da estação de King's Cross, em Londres, com destino à Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts. Já na escola, veremos a cama de Harry Potter, o laboratório onde são preparadas algumas das poções e a estufa (onde os visitantes são convidados a puxar algumas das plantas mandrágoras para ouvir os seus gritos). Também será possível experimentar lançar uma quaffle, uma das bolas usadas no Quidditch, o desporto praticado pelos alunos de Hogwarts.

Num ambiente negro e sombrio, e sempre com música de fundo, atravessamos a Floresta Proibida e veremos algumas das criaturas mágicas que aparecem em alguns dos filmes, como o Dragão Cauda-de-Chifre da Hungria e a Acromântula. E entramos depois no universo das Forças do Mal, que é como quem diz de Lord Voldermort e seus seguidores. A visita termina na sala de jantar de Hogwarts, iluminada por velas flutuantes.

Os atores James Phelps e Oliver Phelps (que interpretam os gémeos Weasley) e a dupla de diretores de arte do filme, Miraphora Mina e Eduardo Lima, estiveram nesta quinta-feira na apresentação em Lisboa. Os atores, que têm viajado pelo mundo com esta exposição, garantem que é sempre uma emoção: "É fantástico ver a cara das pessoas e o seu entusiasmo quando entram na exposição", disse Oliver.

Em todo o mundo, a exposição de Harry Potter já foi vista por quatro milhões de visitantes. Em Lisboa, até agora, foram vendidos mais de 22 mil bilhetes, segundo revelou Álvaro Covões, da promotora Everything Is New. Antecipando a afluência à exposição, Álvaro Covões explicou que estão a ser vendidos bilhetes para dias e horas específicos de entrada e que a expectativa é de que seja vista por cerca de 200 mil pessoas até ao final, a 8 de abril de 2020.

Harry Potter: A Exposição
De 16 de novembro a 8 de abril
Pavilhão de Portugal, Lisboa
Aberta todos os dias, a partir das 10.00
Bilhetes: de segunda a sexta, 16 euros, ao fim de semana, 19 euros

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG