"Inaceitável". Liverpool critica festejos dos adeptos e lembra risco na saúde pública

O Liverpool considerou hoje "inaceitável" o comportamento dos adeptos, que se juntaram na sexta-feira no Pier Head (zona portuária) para festejar a conquista da Liga inglesa de futebol, depois de sucessivos alertas em relação ao perigo da covid-19.

"Milhares de pessoas juntaram-se no Pier Head na sexta-feira e algumas optaram por ignorar as recomendações de distanciamento e pôr em causa a segurança pública. A nossa cidade está ainda numa crise sanitária e este comportamento é totalmente inaceitável", disse o clube em comunicado.

A situação decorre ainda do título de campeão conquistado pelo Liverpool na quarta-feira, quando o Manchester City perdeu diante do Chelsea (2-1), deixando os 'reds' a 23 inalcançáveis pontos, a sete jornadas do final.

Ao longo da semana, o Liverpool, a polícia de Merseyside e a câmara trabalharam no sentido de lembrar às pessoas que a região continua descontrolada no que diz respeito à pandemia e pediu às pessoas que comemorassem o título em segurança.

A conquista esta época, depois de na última ter sido campeão europeu, acontece 30 anos depois de o Liverpool ter vencido pela última vez a Premier League, na já muito distante temporada de 1989/90.

"O risco de um segundo pico de covid-19 ainda existe e temos que trabalhar juntos, de modo a assegurar que não desfazemos o que já foi alcançado durante o confinamento", disse ainda o Liverpool no seu comunicado.

Na nota, o clube garante que efetuará um "desfile de vitória" quando as condições estiverem criadas, e que todos poderão então celebrar em conjunto: "até lá, a segurança da nossa cidade e das nossas pessoas continua a ser a prioridade número um".

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 490 mil mortos e infetou mais de 9,68 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

O Reino Unido apresenta mais de 309 mil casos e 43.414 mortos, tendo a mortalidade mais elevada a seguir aos Estados Unidos (124.978) e Brasil (55.961).

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG