"Cristiano Ronaldo está numa forma extraordinária"

Opinião é do presidente do Nacional, Rui Alves, que falou ao jornal italiano Tuttosport sobre os treinos do capitão da seleção no campo dos insulares.

Cristiano Ronaldo foi apanhado a treinar no campo do Nacional da Madeira na semana passada e os italianos do jornal Tuttosport quiseram saber o estado da forma física do jogador da Juventus em tempos de quarentena. "Está numa forma extraordinária, está em ótimas condições e treina no nosso campo com uma enorme determinação", disse o presidente do Nacional, Rui Alves, que "emprestou" o relvado do clube insular para o capitão da seleção nacional aprimorar a forma física.

O líder do clube madeirense, que na segunda-feira já voltou aos treinos, contou ainda que foi Ronaldo quem pediu para treinar no estádio: "Cristiano ligou-nos e ficamos felizes por lhe dar essa oportunidade. Cumprimos todas as regras de saúde da Madeira em relação ao COVID-19 (...). O Cris era um miúdo quando saiu daqui e agora é o melhor exemplo que há do trabalho da Academia do Nacional. É um modelo para o Mundo inteiro. Ele é um super profissional e tem qualidades notáveis. É o orgulho do nosso clube, de todos nós. O melhor jogador de futebol da história nasceu na nossa pequena ilha."

Depois de serem reveladas imagens de CR7 a treinar na Choupana, o jogador, as autoridades regionais de saúde e o clube madeirense foram alvo de criticas por furarem as regras da quarentena. Mas aquilo que parecia ser um ato isolado é afinal uma rotina. "Às vezes vem de manhã, outras vez à tarde. Depende do seu programa de treino, mas vejo-o super motivado. O ar da Madeira deu-lhe uma energia ainda mais positiva. Está a trabalhar no máximo e na vê a hora que o restrições terminem para o bem do mundo, em primeiro lugar e depois porque tem uma grande vontade em voltar a jogar ", segundo Rui Alves.

Ronaldo está na Madeira desde o dia 8 de março, dia em que viajou desde Itália para ver a mãe que tinha sofrido um AVC. Tem cumprido a quarentena na ilha na companhia da família e não tem data para voltar a Turim. A Juventus tinha pedido aos jogadores que foram para os respetivos países que regressassem a Itália esta semana, mas a decisão foi revertida depois do prolongar do estado de emergência no país até ao dia 3 de maio.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG