Dia Mundial do Teatro solidário e com preços "simbólicos" para ajuda a Moçambique

Entradas a preços "simbólicos", cuja receita reverte a favor das vítimas do ciclone Idai em Moçambique, entradas gratuitas, exposições e leituras encenadas contam-se entre as iniciativas que assinalam, na quarta-feira, em Portugal, o Dia Mundial do Teatro.

O Dia Mundial do Teatro, que se assinala a 27 de março, foi criado pelo Instituto Internacional do Teatro, em 1961. O poeta, romancista e dramaturgo francês Jean Cocteau foi o autor da primeira mensagem comemorativa da data, em 1962. Estas são algumas das iniciativas previstas para esta quarta-feira:

Braga solidária

Das duas apresentações noturnas, hoje e quarta-feira, da peça A antiga mulher, um texto de Roland Schimmelpfennig com encenação de Toni Cafiero, que a Companhia de Teatro de Braga repõe no Theatro Circo, a última terá um custo de ingresso de cinco euros, metade do preço habitual, com a receita a reverter integralmente para apoiar as vítimas do ciclone Idai, em Moçambique, através da Cruz Vermelha, segundo a informação disponível na página do Theatro Circo na Internet.

Antes do espetáculo, o ator moçambicano da CTB Rogério Boane lerá a mensagem deste ano do Dia Mundial do Teatro, do dramaturgo Carlos Celdrán, diretor do grupo Argos Teatro, e o primeiro cubano convidado para escrever a missiva do Instituto Internacional do Teatro (International Theatre Institute, ITI), organismo da UNESCO com sede em França.

Teatro Nacional D. Maria II, Lisboa

Em Lisboa e Porto, nos teatros nacionais D. Maria II e S. João, respetivamente, as comemorações do Dia Mundial do Teatro voltam a pautar-se por entradas gratuitas nos espetáculos - até à lotação das salas e mediante levantamento dos ingressos nas bilheteiras pós as 13:00.

A peça Frei Luís de Sousa, um clássico de Almeida Garrett em cena na sala com o nome do autor que idealizou o D. Maria II, a inauguração da exposição intitulada "José Marques: Fotógrafo em cena", com imagens inéditas deste fotógrafo "incontornável" daquele teatro durante o século XX, espalhadas por vários locais daquela sala ao Rossio, contam das propostas do D. Maria II.

Em 2013, o D. Maria II adquiriu o espólio (100 mil imagens) do fotógrafo que trabalhou com diversos teatros lisboetas no século XX, estabelecendo uma relação privilegiada com o D. Maria II, em particular com a Companhia Rey Colaço-Robles Monteiro, que geriu o teatro desde 1929 até ao incêndio que o atingiu em dezembro de 1964, e que continuou a manter obrigações de serviço público noutros teatros de Lisboa até 1974. Na ocasião será também lançado um catálogo da mostra.

Teatro Nacional São João, Porto

No S. João, a efeméride coincide com a estreia da peça O resto devem conhecer do cinema, de Martin Crimp, a partir de "Fenícias", de Eurípides, numa encenação que volta a juntar Nuno Carinhas e o diretor do Teatro da Rainha, Fernando Mora Ramos, numa produção do S. João em colaboração com aquele teatro das Caldas da Rainha.

Visitas guiadas ao teatro bem como ao Mosteiro de S. Bento da Vitória constam igualmente das propostas do S. João para quarta-feira, disse à Lusa fonte do teatro.

Lisboa

Destaque também para a iniciativa do Teatro Aberto que, assinala a efeméride com sessões das peças A verdade e A mentira, de Florian Zeller. Com ingressos a 15 euros, a receita destas peças encenadas por João Lourenço vai contribuir para as despesas médicas do ator António Cordeiro, ator de 59 anos a quem foi diagnosticada uma patologia degenerativa e que, entre 1999 e 2006, fez parte do elenco de 11 espetáculos da companhia dirigida por João Lourenço.

O Teatro da Trindade também apresenta uma programação de entrada livre, com três visitas guiadas ao teatro além das peças Zoom e #Emigrantes, em cena nas salas Carmen Dolores e Estúdio, respetivamente.

A estreia de Ballyturk, de Enda Walsh, uma encenação de Jorge Silva Melo, no Teatro da Politécnica, a inauguração da exposição de fotografia "Gineceu Androceu", no Museu Nacional do Teatro e da Dança, são outras das propostas que a capital portuguesa oferece no Dia Mundial do Teatro. "Gineceu Androceu", estreada na ModaLisboa 2016, reúne fotografias de 19 personalidades portuguesas e 11 designers de moda, do ator, encenador e figurinista João Telmo.

Almada

Na margem sul do Tejo, a Companhia de Teatro de Almada (CTA) volta a associar-se às comemorações, com entrada gratuita, desta vez para a peça em cartaz na Sala Principal do Teatro Municipal Joaquim Benite, A Fenda, um texto e encenação do diretor artístico da companhia, Rodrigo Francisco.

Além da leitura da mensagem do Dia Mundial do Teatro, do Instituto Internacional do Teatro, a CTA espera a presença do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa. Ainda no Teatro Joaquim Benite, será lançado o quarto catálogo da exposição "CTA: 40 anos em Almada", bem como do quinto volume da coleção "O Sentido dos Mestres", intitulado "Narrativas do corpo", referente ao curso que Olga Roriz realizou no Festival de Almada, em 2018.

Setúbal e Montijo

O Teatro de Animação de Setúbal estreia Vamos comprar um poeta, um texto de Afonso Cruz adaptado e encenado por Célia David, enquanto no Seixal, os atores Sofia Alves e João de Carvalho sobem ao palco do Auditório Municipal do Fórum Cultural local, para protagonizarem Porta com Porta, um texto de Lázaro Matheus, com direção de Celso Cleto, espetáculo que também terá entrada gratuita.

No Montijo, a Companhia Mascarenhas-Martins fará uma leitura encenada da mensagem de Carlos Celdrán. Com direção de Adelino Lourenço e interpretação de Maria Mascarenhas, a iniciativa decorrerá no Cinema-Teatro Joaquim d'Almeida, Montijo.

Cascais e Oeiras

Em Cascais, o Teatro Experimental de Cascais estreará a sua 160.ª produção: O beijo de Judas, de David Hare, com encenação de Carlos Avilez.

Em Oeiras, a mostra de teatro amador, iniciativa que este ano conta com 25 espetáculos, começa no Dia Mundial do Teatro, com a peça A vida é sonho, de Calderón de La Barca, pelo Intervalo - Grupo de Teatro, a representar no palco do Auditório Municipal Lourdes Norberto, em Linda-a-Velha.

Algarve

No sul, a Companhia de Teatro do Algarve apresenta-se no Centro Cultural de Lagos, com o espetáculo Nossa Senhora da Açoteia, de Luís Campião, protagonizado por Luís Vicente, enquanto no Teatro Lethes haverá três visitas guiadas, com as duas primeiras esgotadas. A primeira e a última visita têm interpretação de Língua Gestual Portuguesa, uma iniciativa resultante de uma parceria da ATA com a AScessocultura.