Dá-lhe flor. Receita de couve-flor com lentilhas

Esta semana, a chef Ana Leão, partilha uma receita fácil para fazer em casa. Couve-flor com lentilhas.

Ingredientes:

1 Couve-flor pequena
200 gramas de Lentilhas vermelhas descascadas
4 Chalotas
4 Dentes de alho
20 gramas Gengibre fresca
100 gramas Coco ralado 

Uma colher de café de sementes de mostarda
3 latas de leite de coco (mais gordo possível)
Especiarias q.b.: sementes de cominhos, semestre de coentros, curcuma, feno grego, asa fétida e gengibre seco. (colocar as que tiver)
Azeite q.b.
Sal q.b.

1 Limão
Para finalizar e decorar: coentros, chalotas fritas


Confeção da couve-flor

Cortar a couve-flor ao meio. Colocar sal e azeite no fundo de uma travessa para ir ao forno. Meter a couve-flor no forno previamente aquecido a 200 graus. Cozinhar por cerca de 15 a 20 minutos ou até a couve-flor estar dourada por fora e cozinhada por dentro. Se necessário baixar a temperatura se demasiado tostada por fora.

Colocar as latas de leite de coco no frigorífico durante algum tempo. Depois de aberta tirar umas colheres do líquido que fica da parte de cima do creme na lata e temperar com sal, rapas e sumo de limão. O resto da lata reserva-se para fazer com as lentilhas.

Confeção das lentilhas

Demolhar as lentilhas durante a noite num recipiente com água a cobrir as lentilhas.

Aquecer azeite numa panela e tostar as especiarias. Junta-se o alho laminado e o gengibre e depois colocar as chalotas laminadas. Juntar as lentilhas demolhadas e escorridas, fazer um mexe-mexe para os ingredientes se conhecerem. E depois colocar o leite de coco para a panela. Cozinhar em lume baixo até as lentilhas mudarem de cor, mas sem fazer papa.

Empratamento:
Servir as lentilhas quentes, colocar metade de uma couve-flor em cada prato. E o creme de coco (com limão) colocar ao lado. E por cima as chalotas fritas e/ou coentros.


Se fizer uma panelona de lentilhas podem aproveitar o que sobra e podem fazer hambúrgueres ou croquetes (pode se juntar farinha de grão de bico). Pode também ser congelado.

A acompanhar

Como harmonização, a chef Ana Leão aconselha um vinho Muxagat rosé de 2019.

A chef

Ana Leão tem 32 anos e já trabalhou em muitos restaurantes, não só em Portugal mas em Espanha, como o Dos Palillos, em Barcelona, que tem uma estrela Michelin. Passou ainda pelo mítico El Buli, de Ferran Adriá, nas semanas antes de o restaurante fechar. O gosto pelas viagens e pela descoberta levou-a à Austrália. Nos últimos 10 anos tem feito a ponte entre os dois países, apenas interrompida por causa da pandemia. Por lá, explorou o país de uma ponta à outra numa pequena carrinha. Cozinhou, trabalhou em quintas, plantou árvores, desovou salmões. E desenvolveu o projeto Colher Torta. Em Portugal esteve no restaurante O Velho Eurico, em Lisboa, e no restaurante pop up Statera, em Vila Nova de Milfontes. Agora está de volta ao Porto, na cozinha da Musa de Virtudes, em conjunto com os chefs João Baião e Cristiano Barata.

Edição por Filipe Gil

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG