Vacinação de crianças. Depois dos partidos, Ordem dos Médicos quer divulgação do parecer

O bastonário da Ordem dos Médicos pediu à DGS para ter acesso ao parecer que sustenta a recomendação da vacinação de crianças entre os 5 e os 11 anos.

Depois de partidos como o PSD, CDS e Iniciativa Liberal pedirem a divulgação do parecer que esteve na base da recomendação da vacinação contra a covid-19 de crianças entre os 5 e os 11 anos, também a Ordem dos Médicos (OM)quer que a Direção-Geral da Saúde divulgue o documento.

O bastonário da Ordem dos Médicos, Miguel Guimarães, enviou, esta quinta-feira, um ofício à diretora-geral da Saúde, Graça Freitas, "requerendo acesso ao parecer que sustentou a decisão da Comissão Técnica de Vacinação".

A Ordem dos Médicos "considera que o parecer deve ser do conhecimento desta associação pública profissional, mas também de todos os cidadãos", começa por referir em comunicado enviado às redações.

"A confiança das populações nas instituições é crítica para o sucesso no combate à pandemia e para a própria democracia, e a transparência na vacinação das crianças é crucial para que os pais possam tomar decisões informadas", explica o bastonário dos médicos na nota.

Miguel Guimarães argumenta que a "decisão deve ser acompanhada da divulgação de mais dados sobre a real situação da pandemia no nosso país, o que passa por saber o impacto do vírus na população pediátrica entre os 5-11 anos, tanto em termos de número de infeções como de internamentos, eventuais mortes e sequelas".

No comunicado é ainda referido que o bastonário da OM "lamenta também que, mais uma vez, não tenha sido ouvido o Conselho Nacional de Ética para as Ciências da Vida".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG