Polícia mata mulher que fazia de vítima em exercício de segurança

Mary Knowlton era uma das 35 civis que participavam na simulação

Uma mulher de 73 anos foi baleada durante um exercício de segurança levado a cabo pelas autoridades da Florida, nos EUA.

Mary Knowlton era uma das 35 civis que participavam na simulação de um cenário "atire/ não atire" quando foi atingida. Ainda é desconhecida a razão pela qual foi usada uma arma verdadeira no exercício em causa.

De acordo com a polícia da cidade de Punta Gorda, "dois participantes foram escolhidos aleatoriamente para a simulação do cenário 'atire/ não atire', no qual decidiriam se deveriam recorrer ou não a um gesto letal".

O Departamento da Polícia da Florida abriu, entretanto, uma investigação. O agente em causa está de licença administrativa.

O exercício fatal integra a Academia dos Cidadãos, uma série de aulas que educam os residentes acerca do trabalho das autoridades locais, informa o The Independent.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG