Madeira vai aligeirar medidas a partir de sexta-feira

Miguel Albuquerque sublinhou que as autoridades regionais de saúde do arquipélago vão continuar "a apelar às pessoas com algumas patologias ou mais idade para continuarem a usar a máscara, mesmo no exterior".

As medidas mais restritivas de combate à pandemia de covid-19 vão ser aligeiradas na Madeira, a partir das 00:00 horas de sexta-feira, anunciou esta terça-feira o presidente do Governo Regional.

Atualmente está em vigor na região o recolher obrigatório entre as 02:00 e as 05:00, os espaços de diversão noturna estão encerrados e os estabelecimentos de restauração funcionam com restrições, por exemplo ao nível da lotação. A utilização de máscara deverá passar a ser obrigatória apenas em espaços fechados.

"Portanto, se as coisas correrem como até agora, nós fizemos esta avaliação, os números têm diminuído, não houve grande alteração nos últimos dias, não há novas cadeias, mas a doença está latente e existe", afirmou Miguel Albuquerque, à margem de uma visita que efetuou a uma escola do Funchal.

Com base neste cenário, o chefe do executivo confirmou o "alívio das restrições a partir das 00:00 de sexta-feira", depois de publicada a resolução do Governo Regional relativa à reunião semanal do executivo, que decorrerá na quinta-feira. No entanto, Miguel Albuquerque não indicou quais as restrições que serão levantadas a partir daquela data.

"Se nós tivermos poucos internados - nos cuidados intensivos não temos nenhum - na zona covid-19 temos poucos e se o número de infetados continuar a diminuir temos as condições para aplicar essas medidas", explicou.

O líder do executivo, de coligação PSD/CDS-PP, argumentou que tem sempre mantido "algum sentido de responsabilidade relativamente a esta matéria", apontando que "os pareceres da Direção Regional de Saúde (DRS) apontam para o aliviar do conjunto de medidas, que são sempre equacionadas num contexto de diminuição e contenção do número de infetados".

Contudo, Miguel Albuquerque sublinhou que as autoridades regionais de saúde do arquipélago vão continuar "a apelar às pessoas com algumas patologias ou mais idade para continuarem a usar a máscara, mesmo no exterior".

Acrescentou ser necessário "cuidado em zonas de grande concentração" de pessoas e realçou que "é bom usar a máscara até para prevenir as gripes".

O líder do executivo madeirense, de coligação PSD/CDS-PP, salientou que os testes PCR mantêm-se no Aeroporto da Madeira, passando a ser apenas exigível um teste antigénio a partir de 01 de novembro.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG