Tornado em Esposende provoca dois feridos ligeiros

Estufa desabou quando o homem estava lá dentro a trabalhar. Várias casas da freguesia de Belinho ficaram também sem telhado

Um tornado atingiu esta quarta-feira de manhã a freguesia de Belinho, em Esposende. A passagem do fenómeno provocou dois feridos ligeiros, de acordo com um balanço atualizado dos bombeiros. "É um homem de 49 anos que ficou debaixo da estrutura [uma estufa] quando ela caiu", explicou ao DN fonte dos bombeiros voluntários de Esposende. O anterior balanço dava conta de um ferido.

O homem foi encaminhado para o Hospital de Barcelos. Além desta estufa que ficou destruída, outras estruturas ficaram sem telhado e danificadas à passagem do tornado. "Cinco a seis" casa ficaram sem telhado, referiu à Lusa fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro de Braga. Existem também vários postes de eletricidade derrubados, viaturas danificadas e muros caídos.

O outro ferido ligeiro, um octogenário, foi atingido na cabeça por uma estrutura metálica que cobria uma garagem. Foi levado ao Hospital de Braga.

Os bombeiros receberam o alerta para a situação às 11.00. Não existe qualquer desalojado.

O Diário do Minho publicou um vídeo sobre o que aconteceu esta manhã.

Além dos bombeiros, no local estiveram elementos da Proteção Civil municipal e da EDP.

Segundo explicou ao DN a meteorologista Paula Leitão, o fenómeno registado é mesmo um tornado. "Segundo as imagens parece um tornado e é consistente com a situação meteorológica registada no radar", apontou. O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) ainda não conseguiu determinar a intensidade e trajeto do tornado.

Notícia atualizada às 19:15. Foi atualizado o número de feridos.

Com Lusa

Ler mais

Exclusivos

Premium

Anselmo Borges

Francisco ​​​​​​​em Pequim?

1. A perseguição aos cristãos foi particularmente feroz durante a Revolução Cultural no tempo de Mao. Mas a situação está a mudar de modo rápido e surpreendente. Desde 1976, com a morte de Mao, as igrejas começaram a reabrir e há quem pense que a China poderá tornar-se mais rapidamente do que se julgava não só a primeira potência económica mundial mas também o país com maior número de cristãos. "Segundo os meus cálculos, a China está destinada a tornar-se muito rapidamente o maior país cristão do mundo", disse Fenggang Yang, professor na Universidade de Purdue (Indiana, Estados Unidos) e autor do livro Religion in China. Survival and Revival under Communist Rule (Religião na China. Sobrevivência e Renascimento sob o Regime Comunista). Isso "vai acontecer em menos de uma geração. Não há muitas pessoas preparadas para esta mudança assombrosa".