Bernardino Soares:"são declarações xenófobas"

Presidente da autarquia de Loures, eleito pelo PCP; considera que o retrato pintado por André Ventura está longe de ser realista

"Considero as declarações do candidato do PSD André Ventura xenófobas, não correspondem à realidade que temos no concelho de Loures", diz ao DN Bernardino Soares, presidente da autarquia de Loures. Em causa as declarações de André Ventura que defendeu que há pessoas que "vivem quase exclusivamente de subsídios do Estado" e que acham "que estão acima das regras do Estado de direito", considerando que tal acontece particularmente com a etnia cigana.

Ao DN, o presidente da Câmara de Loures, eleito pelo PCP; defende que o concelho não é nenhum "barril de pólvora" como disse André Ventura e que inclusive, a criminalidade grave e violenta em Loures desceu 20% no ano passado. Dizendo ainda que, em Loures, o lema é "a diversidade que nos une".

Na quinta-feira passada, o candidato já tinha falado sobre uma alegada "excessiva tolerância com alguns grupos e minorias étnicas", numa entrevista ao portal Notícias ao Minuto, o que motivou uma queixa à Comissão para a Igualdade e Contra a Discriminação Racial contra o candidato.

Exclusivos

Premium

EUA

Elizabeth Warren tem um plano

Donald Trump continua com níveis baixos de aprovação nacional, mas capacidade muito elevada de manter a fidelidade republicana. A oportunidade para travar a reeleição do mais bizarro presidente que a história recente da América revelou existe: entre 55% e 60% dos eleitores garantem que Trump não merece segundo mandato. A chave está em saber se os democratas vão ser capazes de mobilizar para as urnas essa maioria anti-Trump que, para já, é só virtual. Em tempos normais, o centrismo experiente de Joe Biden seria a escolha mais avisada. Mas os EUA não vivem tempos normais. Kennedy apontou para a Lua e alimentava o "sonho americano". Obama oferecia a garantia de que ainda era possível acreditar nisso (yes we can). Elizabeth Warren pode não ter ambições tão inspiradoras - mas tem um plano. E esse plano da senadora corajosa e frontal do Massachusetts pode mesmo ser a maior ameaça a Donald Trump.