Marisa Matias sofreu uma queda e fraturou as costelas

A candidata presidencial apoiada pelo Bloco de Esquerda vai adaptar a campanha eleitoral por causa do acidente que sofreu.

A candidata presidencial Marisa Matias sofreu uma queda que lhe provocou "uma fratura nas costelas" e irá adaptar a campanha nos próximos dias, anunciou a própria na rede social Twitter.

"Antes de fechar 2020, uma queda provocou-me uma fratura nas costelas. Agradeço ao SNS e profissionais de saúde que me assistiram na manhã de ontem [domingo] no Hospital de Aveiro", escreveu Marisa Matias, no Twitter, cerca das 13.00 horas.

A candidata apoiada pelo Bloco de Esquerda acrescentou que continuará a campanha "com adaptações nos próximos dias" e disse que não lhe falta força para "lutar por este país".

Na sequência da queda, Marisa Matias adiou as deslocações à Madeira e aos Açores, previstas para terça e quarta-feira, disse à Lusa fonte da candidatura. As eleições presidenciais realizam-se no dia 24 de janeiro.

256 mil euros de despesas na campanha

A candidata presidencial Marisa Matias, apoiada pelo Bloco de Esquerda, prevê gastar até 256 mil euros na campanha eleitoral, que será adaptada às "exigências da pandemia", anunciou esta segunda-feira a candidatura.

Marisa Matias entregará hoje, no último dia do prazo, no Tribunal Constitucional, um orçamento de 256 mil euros, "um valor significativamente abaixo do que entregou há cinco anos" que foi de cerca de 454 mil euros.

"Adaptando a campanha às exigências da pandemia e salvaguardando a saúde, um terço do orçamento corresponde ao envio do jornal de campanha para o domicílio das pessoas", destaca a candidatura na nota divulgada.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG