Jerónimo de Sousa já teve alta e prepara regresso

O secretário-geral do PCP foi submetido a uma cirurgia de urgência à carótida interna esquerda. Por indicação médica, Jerónimo de Sousa vai continuar a recuperação em casa e deverá retomar a campanha eleitoral no fim de semana.

O secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, teve alta hospitalar na manhã desta segunda-feira, depois de ter sido submetido a uma cirurgia de urgência à carótida interna esquerda na quinta-feira, e deverá integrar a campanha eleitoral da CDU no fim de semana.

Em comunicado, o PCP anunciou que Jerónimo de Sousa teve alta hoje de manhã, mas por indicação médica vai continuar a recuperação em casa "até ao fim de semana, após o qual retomará a atividade política".

Na semana passada, o partido informou que "no seguimento de exames médicos e de uma avaliação clínica multidisciplinar foi apurada a necessidade de Jerónimo de Sousa ser submetido a uma intervenção cirúrgica urgente da estenose carotídea (à carótida interna esquerda), que não pode ser adiada para depois das eleições".

Cirurgia "decorreu com êxito"

Jerónimo de Sousa foi operado na quinta-feira, no Hospital Egas Moniz. Nesse mesmo dia, o PCP informou que a operação de urgência "decorreu com êxito, tendo sido concretizados os objetivos cirúrgicos" da intervenção.

Os dirigentes comunistas João Ferreira e João Oliveira estão a substituir provisoriamente o secretário-geral do PCP na campanha para as eleições legislativas, enquanto Jerónimo de Sousa recupera da operação.

Nas legislativas de 2019, a Coligação Democrática Unitária (CDU) - que integra o PCP, o PEV e a Associação Intervenção Democrática - elegeu 12 deputados (dez do PCP e dois do PEV) e obteve 6,33% dos votos, ou seja, 332.473 votos (de um total de 5.251.064 votantes), menos 113.507 do que em 2015, de acordo com o Ministério da Administração Interna (MAI).

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG