Costa não vê "nenhuma razão para alterar confiança" no ministro da Defesa

António Costa admitiu que existem ainda questões por esclarecer. "Desde logo a captura dos ladrões", disse

O primeiro-ministro, António Costa, garantiu esta sexta-feira que mantém a confiança no ministro da Defesa, Azeredo Lopes, considerando que, sobre o caso de Tancos, "falta muita coisa esclarecer, desde logo a captura dos ladrões".

À chegada para as comemorações do 05 de Outubro, que decorrem esta manhã na praça do município, em Lisboa, António Costa foi questionado pelos jornalistas sobre se mantinha a confiança em Azeredo Lopes, depois de notícias que dão conta que o ministro da Defesa foi informado do encobrimento de factos no caso da recuperação do material militar furtado nos paióis em Tancos, entretanto já desmentidas pelo governante.

"Quer o senhor ministro da Defesa Nacional, quer o tenente general Martins Pereira, que era então seu chefe de gabinete, já fizeram um desmentido absolutamente categórico de notícias que têm vindo a lume de factos que lhe teriam sido imputados. Não vejo nenhuma razão para alterar essa confiança", assegurou.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG