Secretário de Estado que se demitiu não será substituído

As funções de Artur Neves serão assumidas pelo ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita

A decisão foi anunciada em comunicado pelo gabinete do primeiro-ministro: "Tendo em conta o fim próximo da legislatura, o Ministro da Administração Interna assegurará as competências até agora cometidas ao Secretário de Estado da Proteção Civil."

No mesmo comunicado, o chefe do Governo agradeceu ao secretário de Estado demissionário, Artur Neves, "o contributo decisivo para a forma como decorreram e se implementaram as mudanças nas operações de Proteção Civil".

E isto "especialmente na execução da reforma do Sistema de Gestão Integrada de Fogos Rurais". Para o primeiro-ministro, o "empenho pessoal" de Artur Neves foi "determinante nos resultados obtidos em 2018 e até ao momento do corrente ano".

O secretário de Estado demitiu-se depois de hoje o seu gabinete ter sido alvo de buscas policiais, num caso de suspeitas de corrupção na adjudicação de contratos pela Proteção Civil.

O caso, revelado pelo "Jornal de Notícias", foi conhecido no final de julho. O ministro da Administração Interna determinou então a abertura de um inquérito urgente à Inspeção-Geral da Administração Interna - inquérito cujos resultados se desconhecem.

Exclusivos