Presidenciais. Ana Gomes apanha Ventura e Marcelo ganha com mais de 63%

A ex-eurodeputada socialista Ana Gomes "apanhou" o líder do Chega, André Ventura, nas intenções de voto para as presidenciais, num estudo da Eurosondagem em que Marcelo Rebelo de Sousa aumenta a vantagem alcançando 63,1%.

Na sondagem, para o Porto Canal e o semanário Sol, André Ventura recua um ponto percentual relativamente ao estudo de 16 de outubro e é ultrapassado por Ana Gomes, que sobe 0,1 pontos percentuais e surge agora na segunda posição.

Ana Gomes tem 10,1% e André Ventura 10%, um empate técnico e uma diferença mínima que se pode diluir no erro máximo da amostra, de 2,51%.

Este é o primeiro estudo da Eurosondagem após a decisão dos órgãos nacionais do PS de não dar indicação de voto em qualquer dos candidatos a Belém.

Marcelo Rebelo de Sousa, que ainda não anunciou a recandidatura, sobe 2,1 pontos percentuais relativamente a outubro e reforça a vantagem para 63,1%.

Marisa Matias, a candidata apoiada pelo BE, desce 1,3 pontos percentuais relativamente a outubro, mas mantém o quarto lugar com 7,2%.

Quem também desce, 0,5 pontos percentuais, é o candidato apoiado pelo PCP, João Ferreira, que aparece na quinta posição com 5% das intenções de voto.

Tiago Mayan Gonçalves, apoiado pela Iniciativa Liberal, sobe 0,3 pontos e surge agora no estudo com 1,3%.

Neste estudo, a Eurosondagem presumiu que se vão abster os 17,6% de inquiridos que não quiseram ou souberam responder às questões.

Sem a distribuição dos indecisos, Marcelo conta com 51,9%, Ana Gomes e André Ventura, ambos com 8,3%, Marisa Matias com 6%, João Ferreira com 4,1% e Tiago Mayan Gonçalves com 1,1%.

O estudo foi efetuado entre os dias 16 e 19 através de 1.525 entrevistas validadas, tendo a amostra um erro máximo de 2,51% para um grau de probabilidade de 95,0%.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG