PCP "regista" que ministro deixou de ter condições

António Costa e Azeredo Lopes entenderam que o ministro da Defesa "não tinha condições para se manter em funções". Agora é "esperar que a justiça funcione"

O PCP regista que o ministro Azeredo Lopes e o primeiro-ministro concluíram que o titular da pasta da Defesa Nacional "não tinha condições para se manter em funções".

Falando aos jornalistas nos Passos Perdidos, na Assembleia da República, o deputado comunista António Filipe limitou-se a sublinhar, por mais de uma vez, que o partido "regista" que Costa e Azeredo entenderam que o ministro da Defesa "não tinha condições para se manter em funções" e "no cargo". E eram eles os únicos que podiam fazer essa avaliação, defendeu o parlamentar.

"Vamos esperar que a justiça funcione"

Em nome do PCP, António Filipe espera agora que sejam apuradas "todas as responsabilidades", recordando que há um processo criminal "que está em curso" e que "obviamente" prosseguirá e que "está agendado um inquérito parlamentar que seguirá os seus trâmites". "Vamos esperar que a justiça funcione", sintetizou o deputado, que é membro suplente da comissão de Defesa.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG