Parlamento elege nova juíza do Tribunal Constitucional

Nova juíza obteve maioria favorável superior a dois terços na votação secreta que decorreu hoje de manhã no Parlamento.

Aos 39 anos, Mariana Canotilho, formada e doutorada em Direito em Coimbra, vai passar de assessora do Tribunal Constitucional a juíza na mesma instância.

A votação de decorreu esta manhã no Parlamento, por voto secreto: Mariana Canotilho obteve 148 votos a favor, 35 brancos e 19 nulos. Ou seja, conseguiu os dois terços dos votos dos deputados presentes para ser eleita.

A nova juíza vai substituir Catarina Sarmento de Castro, cujo mandato de nove anos chega ao fim. Catarina Sarmento de Castro havia também sido eleita no Parlamento, tendo o seu nome sido proposto pelo PS.

Dos trezes juízes do Tribunal Constitucional (TC), dez são eleitos no Parlamento (exigindo sempre o voto favorável de dois terços dos deputados presentes). Cabe a estes dez juízes cooptarem os restantes três.

Exclusivos

Premium

Alentejo

Clínicos gerais mantêm a urgência de pediatria aberta. "É como ir ao mecânico ali à igreja"

No hospital de Santiago do Cacém só há um pediatra no quadro e em idade de reforma. As urgências são asseguradas por este, um tarefeiro, clínicos gerais e médicos sem especialidade. Quando não estão, os doentes têm de fazer cem quilómetros para se dirigirem a outra unidade de saúde. O Alentejo é a região do país com menos pediatras, 38, segundo dados do ministério da Saúde, que desde o início do ano já gastou mais de 800 mil euros em tarefeiros para a pediatria.