Há perigo nos elevadores dos tribunais. A denúncia dos juízes no YouTube

Associação Sindical dos Juízes criou um canal no YouTube para denunciar a (In)segurança nos tribunais. O alvo é o Ministério da Justiça.

"E se um dia for a tribunal e cair num poço de elevador?", é a pergunta dita em voz grave, acompanhada por imagens animadas de um homem de pasta na mão a desaparecer mesmo num buraco negro de uma porta de elevador. Este vídeo interpela ainda os cidadãos sobre as responsabilidades por uma desgraça nos edifícios do Estado, incentivando-os a imputar as responsabilidades ao Ministério da Justiça.

"Exija responsabilidades a quem as tem". ou "o Estado que obriga à segurança de todos os edifícios , não garante a segurança nas suas próprias instalações", são tomadas de posição de forte critica ao governo neste primeiro vídeo em que a Associação Sindical dos Juízes Portugueses (ASJP) pretende denunciar problemas do setor.

O presidente da ASJP, Manuel Soares, admite ao DN que o vídeo pode "incomodar" o Ministério da Justiça, mas recusa a ideia de ser "agressivo". "Queríamos chamar a atenção para este problema e qieremos que o Ministério da Saúde o resolva", afirma. Diz que o canal do You Tube é para ficar e que servirá para comunicar os problema no setor.

Lembra que esta forma de comunicar com os cidadãos era um dos compromissos da sua candidatura à liderança da associação sindical. E frisa que a estrutura que representa já em 2008 tinha feito um levantamento sobre as condições de segurança e funcionalidade dos mais de 300 tribunais de 1ª instância . "Agora era preciso atualizar essa informação. Sabíamos deste problema [dos elevadores] e com a responsabilidade que temos fazíamos o quê, calavamo-nos?"

Do Ministério da Justiça vem uma resposta oficial ao DN muito lacónica perante a agressividade do sindicato: "Os eventuais problemas que possam surgir apenas poderão ser identificados pelos respetivos tribunais, os quais os reportam a tais empresas. O Ministério da Justiça apenas atua em caso de incumprimento contratual. Todos os elevadores dos tribunais têm a sua manutenção assegurada por empresas da especialidade contratadas pelo Ministério da Justiça".

Mas fontes do ministério associam esta crítica feroz dos juízes ao facto de não verem satisfeitas as suas reivindicações de progressão nas carreiras, num momento em que estará em discussão no Parlamento o Estatuto dos Magistrados Judiciais, que acontece na sexta-feira.

Manuel Soares rejeita a ideia de que o lançamento do canal do You Tube e esta den´´unica de perigo nos elevadores esteja ligada às reinvidcações do setor.

Ler mais

Exclusivos

Premium

adoção

Técnicos e juízes receiam ataques pelas suas decisões

É procurador no Tribunal de Cascais há 25 anos. Escolheu sempre a área de família e menores. Hoje ainda se choca com o facto de ser uma das áreas da sociedade em que não se investe muito, quer em meios quer em estratégia. Por isso, defende que ainda há situações em que o Estado deveria intervir, outras que deveriam mudar. Tudo pelo superior interesse da criança.