Marcelo e Guterres: Espreitar o futuro e debater os desafios e ameaças globais

O Presidente português e o secretário-geral da ONU participam na quarta edição de um evento inteiramente virtual, a decorrer entre o fim do mês e o início de outubro.

"A aceleração das mudanças globais e os impactos da pandemia" é o nome das Conferências de Lisboa, a decorrer de 30 de setembro a 2 de outubro, e que reúne três dezenas de oradores através da plataforma Zoom, e visível em tempo real para todos através do YouTube.

Neste ano tomado por uma situação de saúde pública a nível global, e com todas as consequências associadas, a organização das Conferências de Lisboa decidiu olhar para o passado, em específico para a adoção da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável e do Acordo de Paris para discutir o presente e antecipar o futuro.

Tendo em conta o contexto da pandemia e os pilares da Agenda 2030 (pessoas, planeta, paz, prosperidade e parcerias), os oradores vão debater em painéis como Oito mil milhões de pessoas, e então?, O medo como arma política ou Que União Europeia para que admirável mundo novo?.

Além da participação do Presidente da República Marcelo Rebelo de Sousa e do presidente do Clube de Lisboa -- organizador do evento -- Francisco Seixas da Costa, no debate inaugural, bem como a mensagem em vídeo do secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, há um painel diversificado de interlocutores, de especialistas em energia e ação climática, como Miguel Bastos Araújo e Jennifer Layke, em ciência política como Sheri Berman, Charles Powell ou Chloe Teevan, ou ainda de jovens promissores portugueses em várias áreas do saber.

Entre outros, contribuem para o debate o escritor moçambicano Mia Couto, a comissária europeia Elisa Ferreira ou o jornalista canadiano John Ibbitson.

Inscrições e mais informações em clubelisboa.pt e programa completo aqui.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG