Conhecer a história do último czar russo

A sugestão de leitura para o mês de agosto de João Rebelo, deputado do CDS, é O Último dos Czares, escrito pelo historiador britânico Robert Service.

O deputado João Rebelo (CDS) recomenda a biografia do czar Nicolau II, "uma figura que ficou associada ao fim de um império e de uma dinastia" com mais de três séculos.

Escrito pelo historiador britânico Robert Service, O Último dos Czares debruça-se sobre "o longo reinado de fragilidade" daquele que foi o primeiro czar a visitar a Sibéria nos séculos de dominação dos Romanov, primeiro como monarca e, após a Revolução Russa, por ordem das autoridades bolcheviques.

Nicolau II era "alguém que não queria estar" naquele lugar, adianta João Rebelo, sublinhando a importância do livro para conhecer o período entre a abdicação do monarca (março de 1917) e o seu fuzilamento há cem anos (julho de 1918).

A par do tema, que também "pode dar muitos indicadores" para ajudar a compreender a sociedade russa atual, o dirigente centrista aconselha igualmente a leitura desta obra por causa do autor - um historiador formado em Oxford que admira e qualifica como um dos maiores peritos em história russa na Europa - e da qualidade da sua escrita. Aliás, essa qualidade estende-se à própria tradução, sublinha.

Com base nas relações pessoais que aquele especialista construiu entre os académicos russos, conta João Rebelo, ele "tem acesso a arquivos e diários do imperador" que são documentos importantes para quem gosta de biografias e da história europeia do século XX.

O livro acaba assim por ser "uma análise histórica e pessoal de como Robert Service vê aquele período" final do império dos czares, conclui o deputado do CDS.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG