Cofina. André Ventura dispensado da CMTV e do CM

O líder do Chega deixou de ter espaço para opinar nos órgãos de comunicação social da Cofina

André Ventura deixou de ter ao dispor os espaços de opinião na CMTV e no CM que lhe deram projeção nacional ainda antes de a conquistar como líder do Chega e único deputado eleito pelo partido.

A notícia foi avançada pela revista Visão e confirmada ao DN por fonte da Cofina, a empresa dona daqueles dois órgãos de comunicação social (e ainda da revista "Sábado", entre outros títulos).

Na CMTV, Ventura participava, enquanto adepto do Benfica, no programa semanal "Pé em riste" - ao qual já não ia há duas semanas, tendo sido, segundo a Visão, substituído por Jaime Antunes.

Também deixou de assinar a coluna semanal que tinha sobre questões de segurança nacional no jornal Correio da Manhã.

Ouvido pela Visão, o líder do Chega desdramatizou a rescisão: "Estamos e estaremos sempre bem. Fico grato a uma casa e a um projeto onde fui muito feliz."

À decisão do grupo liderado editorialmente por Octávio Ribeiro não foi alheia a crescente radicalização de direita que Ventura tem vindo a protagonizar, com discursos racistas anti-ciganos e, ainda, em defesa da prisão perpétua.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG