Cafôfo propõe criar uma geringonça do PCP ao CDS

O cabeça de lista do PS quer juntar toda a oposição e tirar o PSD do governo.

O cabeça de lista do Partido Socialista, Paulo Cafôfo, lançou um desafio aos partidos da oposição que elegeram deputados para a Assembleia Regional: a formação de uma coligação com todos, ou seja, com o PCP-PEV, o Juntos Pelo Povo e o CDS. "Ficou bem expressa uma vontade de mudança na população e é por isso que aqui afirmo uma declaração de intenção: estou disponível para fazer uma coligação com todos os partidos da oposição."

O ex-autarca do Funchal começou por agradecer a todos os eleitores, "independentemente do seu sentido de voto", terem cumpirdo "o dever cívico". Depois agradeceu a todos os que votaram no PS. e felicitou Miguel Albuquerque, cabeça de lista do PSD, por ter sido o partido mais votado.

"Tivemos o melhor resultado de sempre, um resultado histórico. Chegámos ao fim de um ciclo politico, foi o fim do poder absoluto. Foi algo que nós conquistámos. A maioria da população não votou no PSD e é por isso que não desisto da mudança desta terra", afirmou enquanto os militantes clamavam "Mudança!"

"Ficou bem expresso uma vontade de mudança na população e é por isso que aqui afirmo uma declaração de intenção: estou disponível para fazer uma coligação com todos os partidos da oposição. Por isso o desafio é este, criar uma base de entendimento com os partidos de oposição e fazer a mudança", continuou. "Uma solução de consenso que garanta a estabilidade governativa. É nisto que acreditamos e vamos continuar a lutar. Madeirenses e porto-santenses, a luta continua pela melhor qualidade de vida", concluiu.

O PS obteve 51.206 votos e 35,76% dos votos, tendo mais do que triplicado a votação em relação às eleições de 2015, nas quais registou 11,43% e 14.574 votos, em coligação com o PTP, PAN e MPT.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG